As melhores escolas públicas do Brasil segundo o Ideb

As melhores escolas públicas do Brasil segundo o Ideb

Confira quais foram consideradas as melhores escolas públicas do Brasil, segundo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, o Ideb.

IdebO Ideb, Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, foi instituído em 2007 com o intuito de medir e avaliar a qualidade do ensino das redes de ensino do Brasil. Para isso são utilizados os resultados de avaliações alcançados através do Censo escolar, Saeb ou Prova Brasil. São avaliados os alunos do primeiro ao quinto ano e dos anos finais, do sexto ao nono, incluindo ensino público e particular. A avaliação é feita a cada dois anos e medida em uma escala de zero a dez. O último dado tem como números o Ideb de 2011, que constatou 8,6 como a maior nota.

Confira quais foram consideradas as melhores escolas públicas de nosso país, segundo o índice de pesquisa.

Estados com as melhores instituições públicas

Notas Ideb por estadosDe primeiro ao quinto ano as melhores escolas estão concentradas em sete estados: Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, São Paulo, Tocantins, Rio Grande do Sul e Ceará.

Mais sobre as melhores escolas públicas do Brasil segundo o Ideb

Já nos anos finais do ensino fundamental, mais sete estados estão entre as melhores notas, que são: Pernambuco, Bahia, Sergipe, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal, Santa Catarina e Goiás.

Na página do Inep, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais, está disponível os resultados do Ideb, em que se pode pesquisar a nota de cada escola por rede ensino, de cada município e estado.

Escolas com a maior nota

Alunos e professora da Escola Municipal Santa Rita de CássiaApenas duas escolas alcançaram o índice máximo, no Ideb 2011, ambas municipais, de séries iniciais do ensino fundamental. Uma delas é a Escola Municipal Carmélia Dramis Malaguti, que fica em Itaú de Minas, no estado de Minas Gerais. A outra com nota 8,6 é a Escola Municipal Santa Rita de Cássia, que fica em Foz do Iguaçu, Paraná.

As diretoras das duas escolas apontam alguns pontos essenciais para o bom desempenho, entre eles estão: o incentivo a leitura, o relacionamento saudável entre pais de alunos e a escola, a troca de funcionários ser baixa e também a formação continuada de docentes. As aulas de reforço também têm papel significativo para o resultado, já que assim afirmam poder dar um atendimento individualizado aos estudantes, remediando eventuais deficiências no aprendizado.

No entanto o ensino público brasileiro tem ainda muito que se aperfeiçoar, pois segundo dados divulgados pelo MEC, Ministério da Educação, os estudantes da rede particular estão muito a frente dos de rede pública, já que mesmo com o alto rendimento dessas escolas divulgadas pelo Ideb, são poucos os alunos que conseguem ingressar para o ensino superior.

16/08/12 por Talita

   

Mais informações por email

Comentar

Siga-nos nas redes sociais

Instagram
YouTube
Facebook