Aviões fabricados pela Embraer

A Embraer é uma empresa brasileira com reconhecimento mundial, fabricante de aviões comerciais, executivos, militares e agrícolas.

AviõesA Empresa Brasileira de Aviação (Embraer) ocupa lugar de destaque na fabricação mundial de aviões comerciais, executivos, militares e agrícolas. Terceira colocada no ranking dos produtores mundiais em aeronaves tem 17000 funcionários, sendo 85% deles no Brasil.

Foi fundada durante o regime militar no Brasil, em 1969, pelo Decreto-Lei 770, originalmente de capital misto, foi privatizada em 1994.
A sede fica em São José dos Campos (SP), mas conta com outras unidades no Brasil e também no exterior.

         

Aviões Comerciais

Avião E-Jet EmbraerA Embraer lidera o mercado internacional na produção de jatos regionais com capacidade entre 70 a 122 lugares, são os chamados E-Jets.

Aviões executivos

Legacy da EmbraerEm 2000, a Embraer se dispôs a fabricar aviões executivos, lançando o jato Legacy.
Além dele, outros como o Phenom 100, Phenom 300, Legacy 400, Legacy 650 e o Lineage 1000, têm ótimo desempenho e custo operacional baixo, estão no alto de suas categorias tanto no seu espaço como no conforto.

Avião agrícola

Avião Ipanema EmbraerNo segmento agrícola a Embraer fabrica o Ipanema, um monomotor de asa baixa, projetado para pulverizações de fertilizantes, pesticidas ou para espalhar sementes. Por segurança, sua cabine é totalmente vedada aos efeitos dos produtos químicos, os quais saem pelas asas. Como necessita voar em baixa altitude ele possui um “corta-fios”.

Aviões militares

Avião AMXO A-1 ou AMX é um caça-bombardeio-reconhecedor-leve, destinado às ações de ataque e reconhecimento de superfícies, com ótimo raio de ação e autonomia. O ALX Super Tucano é pequeno, mas ágil e destina-se ao combate de tráfico de drogas nas matas. Possuindo até canhões, impõe bastante respeito. O BEM-15 AEW&C, destina-se ao Alerta Antecipado e Controle, isto é, vigilância e controle aéreo. Foi criado para atendimento de operações da Força Aérea Brasileira em apoio ao Projeto SIVAM, já o EMB 145 foi projetado para monitorar o solo e rios da Amazônia.

Para os testes a companhia possui uma pista de decolagem e pouso localizado em Gavião Peixoto.

0 voto



Adeni
25/11/11


Mais informações por email.

Deixe uma resposta

Para comentar você precisa realizar seu login com o Facebook

X
Curta a página