Bebê prematuro 34 semanas

O comportamento físico de um bebê prematuro de 34 semanas, as causas desse nascimento e alguns cuidados especiais necessários com ele.

Bebê em incubadoraQuando um bebê nasce prematuro numa gestação de 34 semanas, correspondente a oito meses, ele não conta ainda com algumas capacidades próprias, como a de sugar e deglutir.

Para suprir essa deficiência ele é alimentado por uma sonda oral ou nasogástrica recebendo leite e soro em pequenas quantidades. Esse cuidado é necessário para diminuir o esforço da sucção e uma perda maior de energia, favorecendo o aumento do peso. Conforme o avanço do quadro, o soro vai perdendo o espaço para o leite.

                       

Causas

Ainda não há razão definida para o parto prematuro, porém algumas causas podem contribuir para isso, como: alcoolismo, tabagismo, dependências tóxicas,
malformações do útero, problemas no colo do útero, rompimento antecipado da bolsa ou das membranas ovulares, gravidez na adolescência ou em mulheres com mais de 37 anos, diabetes, pressão alta, incompatibilidade de Rh, hepatite B e gravidezes múltiplas. Há uma maior ocorrência de partos prematuros em mulheres que não realizam um pré-natal adequado, solteiras com escassos recursos financeiros que não gozam de uma alimentação adequada a gestação e problemas de infecções na gravidez.

Cuidados especiais

Bebê dormindoO bebê prematuro pode ficar de semanas a meses no hospital, dependendo das suas condições ao nascer, se os pulmões têm deficiências respiratórias serão auxiliados pela respiração mecânica, se o corpo não mantém regularidade de temperatura, será necessário a incubadora, o que permitirá menos esforço do organismo no controle térmico e consequentemente no ganho de peso. Em casa, será necessário manter uma temperatura entre 23 e 24 graus, porém esta regulação não deve ser baseada no calor dos pés ou das mãos do bebê, que normalmente são frios e se estão quentes é sinal de que podem estar com febre.

Devem ser tomadas todas as precauções para evitar o nascimento prematuro, quanto mais tempo o bebê passar em sua barriga, melhor para a sua saúde e consequentemente, melhor para a mamãe.

Saiba quais as doenças diagnosticadas no Teste do Pezinho neste vídeo do Portal Zun:

DOENÇAS DIAGNOSTICADAS NO TESTE DO PEZINHO

Assuntos Relacionados

Nenhum voto, seja o primeiro



Adeni
12/01/12


Mais informações por email.

Deixe uma resposta

Para comentar você precisa realizar seu login com o Facebook