Bicho de Sete Cabeças resenha

Uma análise da situação dos hospitais psiquiátricos e da classe média brasileira, Bicho de Sete Cabeças é uma excelente produção.

Rodrigo Santoro e Othon BastosBicho de Sete Cabeças é um filme brasileiro dirigido por Laís Bodanzky, com roteiro criado por Luiz Bolognesi. Lançado em 2001, o filme é baseado na autobiografia Canto dos Malditos, do autor Austregésilo Carrano Bueno e tem no elenco nomes como Rodrigo Santoro, Cássia Kiss e Gero Camilo.

O enredo mostra a história de Neto (Rodrigo Santoro), que acaba internado pelos pais em um hospital psiquiátrico após eles encontrarem fumo no bolso de um de seus casacos. Na instituição, Neto passa por situações constrangedoras e passa a conviver com outros internos. O filme foi aclamado pela crítica e pelo público, recebendo diversos prêmios, como o Troféu APCA de Melhor Filme e premiações nos festivais de Brasília e Recife.

         

As interpretações de Santoro e Gero Camilo

Rodrigo Santoro em Bicho de Sete CabeçasO protagonista é um personagem teoricamente raso: um jovem de classe média-baixa que mora com os pais e utiliza drogas eventualmente. Porém, Santoro aplica grande complexidade na interpretação e o filme é considerado por muitos o seu primeiro grande papel. A situação degradante e a decadência vivida por Neto é acentuada e muito bem representada por Rodrigo, que se mostra muito a vontade no papel. Segundo Marcelo Forlani, do site Omelete, a atuação de Santoro “beira a perfeição”. Marcelo também diz que os coadjuvantes como Gero Camilo e os outros internos fazem com que “seja difícil acreditar que os atores ali não sejam loucos de verdade”.

Mensagem social

Gero CamiloO caráter social do roteiro é gritante. Uma exposição da situação atual dos hospitais psiquiátricos públicos, repletos de abusos e com pouquíssimo investimento na recuperação dos internos, choca o espectador e cria a reflexão sobre este problema, pouco comentado pela mídia e pela imprensa. Há também um questionamento dos valores e do comportamento da classe média brasileira, através de uma família que considera doente mental um jovem que usa droga eventualmente.

O filme é recomendado e classificado como uma das melhores produções nacionais já feitas.

Assuntos relacionados

0 voto



Amoedo
27/02/12



Mais informações por email.

Deixe uma resposta

Para comentar você precisa realizar seu login com o Facebook

X
Curta a página