Cavalos de raça crioula

Orgulho dos gaúchos, o cavalo crioulo espalhou-se por todos os estados do Brasil por sua capacidade de trabalho e resistência na lida.

Cavalos crioulos.Os primeiros cavalos crioulos foram trazidos por conquistadores espanhóis à América do Sul. No século XVI, mais propriamente no ano de 1535, o espanhol Dom Pedro de Mendoza trouxe tais cavalos. Foi quando fundou o vilarejo de Santa Maria de Buenos Aires, hoje a capital da Argentina. Sendo invadida pelos índios, muitos desses animais morreram e os que se salvaram esparramaram-se pelos pampas. Passaram-se os tempos, ficando fortes e toscos. Naturalmente e em um ambiente livre e adverso tornaram-se animais de grande resistência e capacidade de sobrevivência. Os gaúchos são os seus maiores admiradores no Brasil.

Cavalos da raça crioula características

Cavalo criouloA raça crioula herdou dos cavalos espanhóis, principalmente dos andalusos, suas principais características morfológicas. Cavalo de baixa estatura, dificilmente passa de 1,50m e a sua cabeça apresenta um corte em forma de triângulo, traço este da linhagem árabe. Apesar de baixo porte, o cavalo crioulo tem uma musculatura muito rija e formação óssea bem concentrada. Olhando-o de lado, apresenta-se um pouco convexo e reto, tendo as orelhas curtas, bem separadas e a traseira levemente inclinada. Dos seus antecedentes da Europa recebeu uma crina volumosa, tranquilidade e um corpo pequeno, embora muito forte.

                       

Com novos procedimentos de seleção, nas últimas três décadas seu padrão físico alterou-se muito. Hoje, a inclinação é para um cavalo de pescoço mais suave, comprido e com mais músculos. Antes, o crioulo era de um formato mais quadrado, mas hoje seu quadro aparenta uma característica retangular, porém essa é uma visão devida a uma maior concentração de musculatura. O que se deseja atualmente é que o cavalo crioulo seja morfologicamente mais funcional, o que leva a facilitar os movimentos do animal.

Cavalos de raça crioula resistência

Cavalos da raça criouloDas planícies dos pampas, até as montanhas dos Andes, os cavalos da raça crioulo adaptaram-se aos vários climas da região, desde os mais gelados, até o escaldante calor. Por esse motivo e durante os mais de quatrocentos anos, selecionaram-se naturalmente em terras sul americanas e adquiriram suas características próprias.
Os criadores promovem marchas de até setecentos e cinquenta quilômetros com esses cavalos, numa forma de demonstrar e difundir a enorme capacidade de resistência dessa raça.

Cavalos de raça crioulo aptidões

Cavalos crioulo em provaComo são cavalos rústicos, ágeis e muito fortes, são próprios para o trabalho pesado, na lida com o gado e, por isso muito utilizados pelos fazendeiros.
Além de suas atividades normais e quando bem treinado, pode participar e muito bem, como já comprovado, de provas como o Freio de Ouro e provas de rédeas, com prêmios nacionais e internacionais.
O cavalo crioulo que, embora seja utilizado principalmente na lida com o gado ou em outros trabalhos mais pesados, é um animal de comprovada e admirável excelência.

Pela Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos – a ABCCC, existem atualmente registrados aproximadamente noventa mil desses animais, distribuídos por vinte e dois Estados brasileiros.

Nenhum voto, seja o primeiro



Adeni
28/06/12


Mais informações por email.

Deixe uma resposta

Para comentar você precisa realizar seu login com o Facebook