Ciclo de Krebs função

O ciclo de Krebs ou ciclo do Ácido Cítrico tem como função oxidar os compostos formados para formar energia para o organismo.

Ilustração da enzima Citrato sintaseA principal fonte de energia para o organismo é a glicose ou carboidratos, como é comumente chamado. O catabolismo da glicose, sua síntese, estocagem e mobilização para fornecer energia são chamados de glicogênese ou gliconeogênese.

Mas, embora a glicose seja a principal fonte de energia para quase todas as células, ela não pode ser considerada o único combustível do metabolismo, por isso, na quebra da glicose para obtenção de energia, forma-se ATP e uma série de elétrons que são oxidados pelo Ciclo de Krebs ou Ciclo do Ácido Cítrico para formar mais energia para o organismo. Confira como funciona o Ciclo de Krebs e suas funções:

                       

Ciclo de Krebs na mitocôndriaCiclo de Krebs o que é?

O Ciclo de Krebs é uma série de reações que servem para oxidar os grupos de acetil-CoA para formar 2 moléculas de CO2, fazendo com que a energia livre liberada seja conservada como compostos reduzidos a NADH e a FADH2.

Ciclo de Krebs função

A principal função do Ciclo de Krebs é oxidar os compostos. O Ciclo de Krebs é uma via de alta energia, pois produz três moléculas de NADH, uma de FADH2 e um composto de alta energia o GTP.

Ciclo de Krebs como funciona?

Esquema do ciclo de KrebsNos organismos aeróbicos, tanto a glicose, outros açucares, ácidos graxos e aminoácidos sofrem uma série de reações no organismo até serem oxidados. Entretanto, antes que essas substâncias entrem no ciclo, os esqueletos carbônicos são quebrados e formam o acetil-CoA, o composto mais importante do Ciclo de Krebs, que dará origem à energia necessária para o organismo. Mas, para isso há uma série de reações:

Primeira reação

Para que se inicie a primeira reação e iniciar a volta é preciso que o grupo acetila ou acetil-CoA transfira o seu grupo acetil para um composto com quatro átomos de carbono, chamado de oxaloacetato, formando assim o citrato, um composto com seis átomos de carbono.

Segunda reação

Após a formação do citrato, o mesmo é transformado em isocitrato, uma molécula com seis átomos de carbono.

Terceira reação

Entretanto, o isocitrato é desidrogenado, perdendo CO2, o que dará origem ao alfa-cetoglutarato, um composto com cinco átomos de carbono.

Quarta reação

O alfa-cetoglutarato também perde uma molécula de CO2, liberando um composto chamado de succinato, uma molécula com quatro átomos de carbono.

Quinta reação

O succinato, por ação de diversas enzimas em uma reação seguida de três passos dá inicialmente origem ao fumarato.

Sexta reação

O fumarato por ação de várias enzimas e a entrada de uma molécula de H2O dá origem ao malato.

Sétima reação

O malato, por sua vez, através da saída de uma molécula de H2 dá origem ao oxaloacetato, um composto com quatro átomos de carbono.

Oitava reação

O oxalacetato é o que dará início ao ciclo, pois é neste momento que o mesmo está pronto para reagir com uma próxima molécula de acetil-CoA, iniciando o ciclo novamente.

Entre as reações no Ciclo de Krebs há a formação de 3 moléculas de NADH que dá origem há 2,5 ATP cada uma, uma molécula de FADH2 que dá origem há 1,5 ATP e uma molécula de GTP que dá origem a um ATP.

Assuntos Relacionados

Nenhum voto, seja o primeiro


Thaís
18/05/12


Mais informações por email.

Deixe uma resposta

Para comentar você precisa realizar seu login com o Facebook