Concordância verbal e nominal exemplos

Concordar em gênero e número nem sempre é simples, a Língua Portuguesa é repleta de regras, fique atento para não deslizar na gramática.

Caderno e caneta usados para estudo de concordância verbal e nominal.A linguagem humana é o veículo de comunicação mais importante para todos. Sendo assim é aconselhável que todos aprendam a maneira correta de usá-la. E falar corretamente é uma das aprendizagens necessárias que envolvem a língua, no entanto, falar corretamente as expressões e, principalmente as suas colocações nem sempre é fácil, e causa algumas dúvidas nas pessoas.

Como é o caso da gramática, que faz parte do estudo da língua portuguesa, que na grande maioria das vezes gera incompreensões, com suas dezenas de regras e exceções. As dúvidas com relação a concordância verbal e a nominal estão entre as mais comuns dos falantes da nossa Língua Portuguesa. Vejamos alguns exemplos:

                       

Concordância verbal

Lousa com exemplos de concordância verbalNa concordância verbal o verbo concorda em número e pessoa com seu sujeito, ou seja, se o sujeito estiver no plural o verbo deve concordar com o mesmo, veja a seguir o exemplo: Paulo e Silvana assumem suas carreiras brilhantemente. O exemplo está correto, pois Paulo e Silvana são dois, por isso, o verbo tem a necessidade de estar no plural, sendo que o incorreto seria: “Paulo e Silvana assume”. A Língua Portuguesa é cheia de exceções, por isso, no caso dos sujeitos que exprimem sentido coletivo o verbo pode tanto permanecer no singular quanto ir para o plural. Exemplo: “Uma multidão de crianças saiu aos gritos.” ou “Uma multidão de crianças saíram aos gritos”, lembrando que as duas maneiras estão corretas.

Concordância nominal

Na concordância nominal temos a relação entre um nome, normalmente substantivo, que entra em acordo com um dos seus modificadores (adjetivo, numeral, pronomes e adjetivos), ou seja, deverá concordar em gênero (masculino/feminino) e número (singular/plural). Exemplo: “As máquinas eram manipuladas pelos trabalhadores”. O exemplo está correto, pois o substantivo está no plural assim como o adjetivo “manipuladas” também está concordando com o nome (máquinas).

Confira mais dicas no vídeo Concordância verbal e nominal exemplos no Canal do Portal ZUN no Youtube:

Podemos perceber como a concordância verbal e nominal não é tão difícil, basta estudar, buscar e compreender as regras da língua portuguesa e, assim utilizar a linguagem de modo correto e eficiente.

2 votos



Mayara
26/08/11


Mais informações por email.

Deixe uma resposta

Para comentar você precisa realizar seu login com o Facebook
    amanda oliveira alves moura - 18/11/2013

    gostei muito mim ajudou bastante no meu trabalho

    tico neto - 28/10/2012

    obrigada

    Vitorio-rock70 - 20/04/2012

    0:15 acho que é o Mahmoud Abbas o/ otimo texto!

    viviane - 02/12/2011

    axei otimo esse assunto!!

    by - 12/09/2011

    adorei os estudos bom pra vcs

    by - 12/09/2011

    td otimo adorei