Doença de Crohn tem cura?

Embora não tenha cura, a doença de Crohn, se tratada corretamente e precocemente, um indivíduo portador pode levar uma vida normal.

Doença de Crohn

A doença de Crohn é uma doença autoimune, ou seja, uma patologia que se manifesta em consequência a uma alteração do nosso próprio organismo que ataca células do sistema de defesa, destruindo assim tecidos saudáveis, desencadeando uma inflamação intestinal grave. Essa patologia é caracterizada por ser uma doença crônica e acomete qualquer parte do trato intestinal, porém na maioria das vezes costuma afetar a parte inferior do intestino delgado, conhecida como íleo.

                       

A doença de Crohn pode manifestar-se em qualquer fase da vida, desde crianças a adultos. Confira mais sobre a doença de Crohn, seus sintomas, tratamentos e se existe cura.

Doença de Crohn tem cura?

Não, a doença de Crohn não tem cura, é uma patologia crônica, porém com um diagnóstico e um tratamento precoce, um portador da doença de Crohn consegue levar uma vida normal. Também não há forma de prevenção para essa patologia, os indivíduos portadores são orientados a não fumar e a seguir um tratamento farmacológico correto, tomando todas as medicações prescritas, além de dar preferência a alimentos leves e menos condimentados, principalmente na fase aguda da doença. Um estudo publicado recentemente descreve que uma proteína conhecida como BID pode ser o ponto de partida para a cura de doenças inflamatórias do trato intestinal, incluindo a doença de Crohn, porém esse estudo ainda não foi concluído, fazendo com que a doença de Crohn ainda seja considerada uma patologia que não tem cura.

Doença de Crohn sintomas

menina com a mão na barriga e com fisionomia de dor.Um indivíduo portador da doença de Crohn pode apresentar diversos sintomas, os mais frequentes são episódios de evacuações diarreicas, dor e distensão abdominal, principalmente após as refeições, assim como vômitos e náuseas, perda de peso, febre, fadiga, inflamação nos olhos, conjuntivite, inflamação na retina, fístulas anais, hemorroidas e dores articulares. A doença de Crohn ainda apresenta etiologia desconhecida, porém estudos recentes apontam que há influência de fatores genéticos e que os fumantes podem ser mais susceptíveis a contrair essa doença. Muitas vezes um portador da doença de Crohn demora muito tempo para descobrir a patologia, causando complicações graves, por isso o diagnóstico precoce é fundamental. O diagnóstico é feito através de achados clínicos baseados nos sintomas apresentados pelo paciente e por meio da propedêutica que inclui exames endoscópicos, exames laboratoriais ou exames de ultrassom.

Doença de Crohn tratamento

água, coco e frutas.O tratamento precoce da doença de Crohn também é fundamental para um indivíduo portador conseguir levar uma vida normal. O tratamento baseia-se em três modalidades: farmacológico, nutricional e cirúrgico. A primeira modalidade, ou seja, o tratamento farmacológico é o mais comum e inclui medicações diárias que agem no sistema autoimune, com o objetivo principal de aliviar as manifestações apresentadas pelos pacientes, controlando os sintomas e as complicações. A administração dos medicamentos deve ser sempre com prescrição e orientação médica, já que alguns efeitos colaterais podem ser resultados da terapia farmacológica.

A segunda modalidade de tratamento, a nutricional é a peça chave para a “cura” da doença de Crohn, baseia-se em uma dieta restrita que deve ser elaborada por profissional especializado, o qual irá montar um cardápio que atenda todas as necessidades nutricionais para que um portador da doença de Crohn consiga manter uma vida saudável. Esse tipo de tratamento é individualizado, dependendo de diversos fatores, como a gravidade do quadro e a localização da inflamação. Entre os alimentos restritos e proibidos para os portadores da doença de Crohn, estão os que podem causar complicações do quadro, como os alimentos gordurosos, frituras, alimentos ricos em fibras insolúveis, os quais podem obstruir o intestino e alimentos com condimentos, como pimenta e mostarda, os quais podem irritar a mucosa do trato intestinal. Já a terceira modalidade, ou seja, o tratamento cirúrgico é recomendado em casos extremos, quando o tratamento farmacológico e o tratamento nutricional não estão apresentando resultados positivos. O indivíduo com a doença de Crohn deve seguir a risca a recuperação pós-cirúrgica para garantir uma boa estabilidade do quadro, repousando e realizando corretamente a dieta.

Embora a doença de Crohn seja uma patologia crônica e que não tem cura, com os avanços da medicina e do tratamento, quase todos os portadores conseguem seguir uma vida normal no dia a dia.

Saiba mais sobre doença de Crohn e cura

Nenhum voto, seja o primeiro




Mais informações por email.

Deixe uma resposta

Para comentar você precisa realizar seu login com o Facebook