Embalagem longa vida é reciclável

Informações sobre o caminho traçado pelas famosas caixinhas de leite longa vida durante sua reciclagem, ato muito benéfico para o ambiente.

Embalagens longa vidaEstudos revelam que o Brasil consome cerca de 5,2 bilhões de embalagens longa vida, que são bastante modernas, pois tem a capacidade de preservar alimentos por vários meses, além de mantê-los longe da ação de bactérias e microrganismos. Além disso, as embalagens longa vida possuem diversas vantagens para o meio ambiente, como por exemplo, a facilidade no transporte, pois uma única embalagem com o peso de 30 gramas consegue armazenar mais que 1 quilo de leite, além de não precisar de um transporte refrigerado, evitando assim um consumo maior de óleo diesel, recurso não renovável, além de não precisar de nenhuma outra embalagem de proteção para seu transporte.

Sustentabilidade

Caixa de leite sendo cortadaTodos os papeis usados para a fabricação das embalagens longa vida são provenientes de florestas replantadas, as quais estão devidamente certificadas por órgãos internacionais, por isso, trata-se de um embalagem 100% reciclável. Para a reciclagem das embalagens longa vida, é preciso que os consumidores comecem a separá-las do lixo convencional e começar a levá-las aos postos de coletadas de sucatas de sua cidade, pois a maioria dos catadores de sucatas ignoram as caixas tetrapak por conta do seu baixo custo no comércio de reciclagem. Para a reciclagem são feitos três processos, que são:

                       

• Reciclagem de fibras: é feita por um aparelho similar a um liquidificador gigante, onde as fibras são hidratadas com água para separar o alumínio do polietileno e após o processo de separação ou purificação, as caixas podem ser usadas na produção de papelão ondulado, embalagens de ovos, papel Kraft e muitas alternativas reciclagens.
• Prensagem: após serem todas picadas, as embalagens começam a ser prensadas em altas temperaturas, produzindo assim uma chapa similar à madeira, podendo ser usada na produção de móveis e divisórias.
• Incineração que reutiliza a energia: o vapor produzido para mover as turbinas, produz uma energia elétrica que pode ser distribuída para a toda população.

Problemas

Sacolas feitas com caixas de leiteO maior problema encontrado atualmente é que há pouca disponibilidade das embalagens longa vida no lixo das grandes cidades brasileiras, pois atualmente são recicladas somente as aparas e sobras das embalagens.
Dos produtos reciclados direto da fábrica que produz as embalagens longa vida, é reciclado o resíduo do polietileno, o qual serve como matéria-prima para a produção de objetos de plásticos, como por exemplo, peças, brinquedos e sacolas. É reciclado também o material laminado que produz papel higiênico, papel toalha e papelão ondulado. No Brasil, somente 10% de toda a produção é reciclada e cada tonelada de embalagens pode gerar 650 quilos de papel, economizam 20 árvores cultivadas, além de muitos outros recursos usados.

O volume das embalagens representa menos de 1% do lixo doméstico. Uma das embalagens mais comuns pesa 28 gramas e cada tonelada custa em torno de 50 reais. Mas, ainda há muitas limitações para a reciclagem, pois muitos não sabem que elas precisam ser lavadas após o consumo.

Nenhum voto, seja o primeiro


Thaís
26/07/11


Mais informações por email.

Deixe uma resposta

Para comentar você precisa realizar seu login com o Facebook