Expressionismo no Brasil características

Ao analisarmos duas obras importantes de nossa arte moderna, podemos encontrar diversas características do Expressionismo no Brasil.

FamiliaA arte moderna brasileira tem como marco histórico a famosa semana de 1922. Em contrapartida, pouco se fala sobre os movimentos que antecederam tal revolução. Antes da grande explosão do modernismo, os artistas e intelectuais brasileiros tiveram contato com um tipo inovador de arte que circundava a Europa: o Expressionismo.

Lasar Segall, pintor e escultor lituano, viveu em São Paulo e realizou exposições no início do século 20, sendo creditado como um dos mestres do Expressionismo no Brasil, cujas características serviram como base para nossa importante arte moderna.

                       

Deformação e exagero da realidade

Lavrador de CaféO quadro “Lavrador de Café”, de Candido Portinari, mostra importantes características do movimento expressionista. Podemos observar as mãos, pés e braços do lavrador pintados de maneira exagerada, com tamanho maior ao que a realidade corresponde. Tal recurso é utilizado, na obra para demonstrar a força e a grandeza física de tais trabalhadores. Observando a paisagem ao fundo, encontramos outro grande traço do movimento: a criação de paisagens disformes aparece de forma sutil na obra e podemos perceber que o fundo da cena é uma representação distorcida do que realmente seria uma paisagem natural.

Liberdade e desprendimento das técnicas

A BobaA segunda obra selecionada é excelente para exemplificarmos esta característica. “A Boba”, de Anita Malfatti, nos mostra claramente a não utilização de técnicas convencionais na criação da obra. Tal rompimento com paradigmas artísticos já consagrados foi um pilar importantíssimo ao Modernismo e ao Expressionismo. Na pintura, é como se o pincel fosse e viesse por vontade própria, o artista não se incomoda em seguir os dogmas de outras correntes. Esta característica foi, provavelmente, a maior causadora de críticas ao movimento, pois alguns artistas mais puristas não se conformavam com a novidade.

Ao entendermos estas duas características, podemos analisar com mais clareza a linha do pensamento expressionista e moderno.

Assuntos relacionados

Nenhum voto, seja o primeiro



Amoedo
06/03/12


Mais informações por email.

Deixe uma resposta

Para comentar você precisa realizar seu login com o Facebook