Fenômenos climáticos El Niño e La Niña

Os fenômenos climáticos El Niño e La Niña são estudados pela climatologia, que até o presente não descobriu por que eles acontecem.

Fenômeno Climático

O nosso planeta vem suportando efeitos climatológicos que influenciam a atmosfera desde tempos antigos até atualmente, porém, esses fenômenos no presente ocorrem numa escala de duração menor, as quais se agravam pelo lançamento de elementos e gases que poluem o meio ambiente e pela exploração exagerada das ações naturais. Entre eles, podemos dar ênfase aos fenômenos climáticos El Niño e La Niña, presentes em nosso sistema ecológico, que se manifestam em todas as partes da Terra há milhares de anos, porém, não podem ser interferidos pelas ações humanas.

                       

El Niño

EnchenteÉ um fenômeno climático que se desenvolve em períodos de dois a sete anos, manifestando-se semelhantemente a um aquecimento. Ocorre nas águas do Oceano Pacífico, que se encontra próximo ao Equador, afetando diretamente os climas da região e do globo terrestre, alterando assim a velocidade dos ventos, a elevação das águas, o aumento da temperatura e a abundância de chuvas em algumas regiões do planeta.
Quando ocorre este fenômeno, a América do Sul passa por uma mudança de massa de ar, que torna-se muito quente e úmida, principalmente nas áreas noroeste-sudeste do país. No Brasil, ele é responsável pelas enchentes do sudeste, e as secas, presentes na região nordeste.

La Niña

Fenômeno Climático La NiñaEsse fenômeno é o inverso do El Niño, pois caracteriza-se pelo resfriamento das águas superficiais do Oceano Pacífico Equatorial, presente na costa do Peru. Modifica as regiões de baixa e alta pressão do país, alterando o direcionamento dos ventos e das massas de ar, variando de intensidade ao longo dos anos. Quando acontece no Brasil, este fenômeno causa passagens de frentes frias, temperaturas medianas na estação do inverno, chuvas abundantes na região nordestina, e outros. Ocorreu pela última vez até o momento nos anos de 1995 e 1996, no país brasileiro.

A causa da ocorrência desses dois fenômenos naturais ainda é desconhecida perante o conhecimento humano, que busca incansavelmente entender todas as oscilações da natureza.

Assuntos Relacionados

Nenhum voto, seja o primeiro





Mais informações por email.

Deixe uma resposta

Para comentar você precisa realizar seu login com o Facebook