Histerectomia parcial pode engravidar?

A intervenção cirúrgica de histerectomia é feita em mulheres na menopausa que sofrem com alterações hormonais ou com miomas uterinos.

Médico e paciente

Histerectomia é uma intervenção cirúrgica realizada em mulheres e consiste na retirada total, parcial ou radical dos órgãos reprodutores femininos. Chama-se de histerectomia total quando se retira o corpo e o colo do útero, parcial quando o corpo do útero é retirado e radical quando se retira o útero, ovários e trompas.

         

A retirada do útero acontece quando a mulher está chegando ao período da menopausa e o organismo começa a sofrer uma série de reações que fazem com que algumas mulheres tenham um sangramento abundante ou alterações hormonais causadas pelo aparecimento de um mioma uterino.

Pode engravidar após a cirurgia?

Tipos de histerectomiaPara que uma mulher engravide é necessária a presença de pelo menos dois dos órgãos reprodutores femininos: o útero e um ovário. Na histerectomia parcial que é a retirada do corpo do útero, mas não dos ovários que ficam intactos para amadurecer os óvulos, a mulher pode até ovular e o óvulo ser fecundado, mas não terá mais espaço e lugar para que o embrião cresça e se desenvolva corretamente. Por isso, independente do tipo de histerectomia realizada a mulher já não consegue mais engravidar.

Como é feita a histerectomia?

Médica e pacienteHá várias técnicas diferentes que possuem suas vantagens e desvantagens:

Histerectomia abdominal

É realizada a extração do útero e do colo do útero através de uma incisão acima da região púbica;

Histerectomia vaginal

Neste método, faz-se a extração do útero pela vagina, não deixando cicatrizes visíveis;

Histerectomia por Vídeo Laparoscopia

Realiza-se a extração do útero através de incisões microscópicas no abdômen.
Histerectomia

Principais indicações

Entre as principais razões para que uma mulher realize a histerectomia estão o prolapso uterino, sangramento vaginal persistente, dor pélvica crônica, endometriose, fibrose uterina e câncer nos ovários, cérvix ou útero.

Além da histerectomia há outros tratamentos disponíveis como medicação com hormônios, miomectomia e a embolização. Converse com seu médico e escolha a melhor opção de tratamento.

Assuntos Relacionados

0 voto



Thaís
26/01/12


Mais informações por email.

Deixe uma resposta

Para comentar você precisa realizar seu login com o Facebook
  1. fiz histerectomia em junho de 2012,E em abril de 2013 tive que fazer outra pois colou intestino com a bexiga,
    apos 2 meses começaram dores fortes fui ao medico novamente e pediu um tranvaginal,foi constatado cisto no ovario esquerdo.Sinto fortes dores.o medico nao quer fazer a cirurgia porque tenho 37 anos,estou apenas tomando o Diane 35 e alginac 1000mg e as dores estao do mesmo jeito o que faço.obg

    lucimar de andrade
    13/12/13 às 16:43
  2. Eu fiz histerectomia total tem perigo de engravidar eu queria tirar esta duvida brigada

    cenira
    27/09/13 às 12:41
  3. eu tive cancer bouderline e precisei extrair os ovários direito e esquerdo por terem se tornado tumores,após isso consequentemente o tumor atingiu o útero e precisei fazer a tal histerectomia….gostaria de saber se existe alguma forma de uma mulher em condições como a minha voltar a engravidar mesmo que fosse em laborátorio?

    Catrina_moura
    02/09/12 às 23:34
  4. eu tive cancer bouderline e precisei extrair os ovários direito e esquerdo por terem se tornado tumores,após isso consequentemente o tumor atingiu o útero e precisei fazer a tal histerectomia….gostaria de saber se existe alguma forma de uma mulher em condições como a minha voltar a engravidar mesmo que fosse em laborátorio?

    Catrina_moura
    02/09/12 às 23:33
  5. tirei o utero mais sinto dor , acho que estou ovulando diz minha médica
     

    Tdrenata
    28/06/12 às 22:06

X
Curta a página