Natação tipos de nados

Natação tipos de nados

Os gregos já tinham a natação como atividade física e de competição. Hoje, existem quatro estilos de nado para as provas desse esporte.

NataçãoAlém de ser uma atividade esportiva, a natação é uma prática direcionada também para resolver muitos problemas físicos, pois em qualquer exercício direcionado, não existe nenhum impacto nocivo ao corpo. Já na Grécia Antiga, tratavam a natação como algo de benéfico ao corpo humano e era um esporte que já fazia parte das Olimpíadas naquele tempo. Somente no século XIX com os ingleses, surgiram as primeiras regras para a prática do esporte como competição. Daí então, foram criados os diversos estilos da natação.

Estilos

Os estilos de nado são definidos através da posição do tórax e pelo movimento dos braços e pernas. Oficialmente existem quatro estilos: crawl, costas, peito e borboleta ou golfinho.

Nado Crawl

Nado crawlNas competições, é o estilo de nado mais rápido. O abdome fica voltado para a água, as pernas se movimentam em golpes curtos e alternados, na posição vertical à superfície. Nos braços, a movimentação também é alternada,  cada um deles puxa a água antes que o outro termine o movimento. Para respirar, o nadador pode virar a cabeça do lado quando um dos braços está fora da água.

Mais sobre natação tipos de nados

Nado costas

Nado costasDurante todo o trajeto, o abdome fica voltado para fora da água e as pernas batem, como no Crawl. O movimento dos braços é de modo alternado, alongando-se sobre a cabeça e na água, passa junto à orelha, com a palma da mão virada para fora, onde dedo mínimo é o primeiro a tocar na água. Na água e a partir do quadril, o braço empurra a água e o corpo é acionado na direção oposta.

Nado Golfinho ou Borboleta

Nado BorboletaÉ um estilo originado do nado de peito, onde os braços se lançam à frente, acima da água. Surgiu em 1935, através de Henry Myers. Somente depois de 1952, a Federação Internacional de Natação Amadora determinou que fosse uma prova específica, com o movimento simultâneo e sincronizado dos pés, no sentido vertical, o que permitiu uma maior velocidade ao nado.

Nado peito

Nado PeitoÉ o mais vagaroso dos nados. Corpo e braços esticados, palmas das mãos para fora e o rosto dentro da água. Com os joelhos dobrados, as pernas são trazidas junto ao corpo. Os braços são abertos e recolhidos na altura do peito. Logo a seguir, as pernas são jogadas para traz, o que impulsiona o nadador – tal qual o movimento de uma rã e, no mesmo sincronismo, os braços estendem-se para frente. A respiração é realizada no final da puxada do braço, quando a cabeça fica fora da água.

Dominando a técnica

Conforme especialistas, alguns requisitos são necessários para maior facilidade no domínio de uma técnica de nado. Exercícios de alongamento e flexibilidade, preparação física, adaptar e perceber o corpo no ambiente da prática, são providências básicas. Além disso, o auxílio através de aparelhos é pratica que traz bons resultados também, tais como o extensor, a nadadeira e os espelhos subaquáticos. Aprimorar-se, perseverar e confiar no treinador, são atitudes fundamentais.

Dentre todas as atividades físicas, a natação é considerada como uma das melhores opções em termos de exercícios.

Saiba mais sobre tipos de nado

14/05/12 por Adeni

   

Mais informações por email

Comentar

Siga-nos nas redes sociais

Instagram
YouTube
Facebook