O que são os miomas e como tratar?

Uma em cada cinco mulheres desenvolve mioma no período fértil. Por isso, confira o que são os miomas, como tratar e preveni-los.

mulher preocupada

Cada vez mais comum, o mioma é uma espécie de tumor sólido que se desenvolve principalmente na fase reprodutiva e fértil das mulheres, devido à descamação ocorrida no útero a cada menstruação, fazendo com que as células epiteliais do tecido muscular uterino sofram mutação e desenvolva um tumor que, na maioria das vezes, é benigno.

                       

Muitas vezes assintomático, os miomas atinge uma em cada cinco mulheres com idade entre 30 a 40 anos, por isso manter uma rotina de visita ao médico ginecologista é a melhor forma de preveni-lo. Com o intuito de prevenir e auxiliar no diagnóstico e tratamento dos miomas, o Portal ZUN separou algumas informações básicas sobre o problema, confira:

Diagnóstico dos miomas

Com sintomas poucos frequentes, somente 30% das mulheres apresentam os sintomas, por isso a maioria dos miomas é diagnosticado ocasionalmente, quando se é feito algum exame ginecológico como, por exemplo, o toque vaginal ou pela ultrassonografia transvaginal ou pélvica, levando a um diagnóstico tardio, por isso a importância da mulher se consultar com seu médico ginecologista pelo menos uma vez ao ano.

Miomas uterinos

Entre os sintomas comuns está a dor no baixo ventre, aumento do fluxo sanguíneo durante a menstruação, incômodo ou dor durante as relações íntimas, crescimento da barriga, sangramentos fora do ciclo menstrual, menstruação prolongada e aumento da vontade de urinar.

Tipo de miomas

Divididos em quatro tipos, os miomas podem ser subserosos, os quais aparecem na camada mais externa do útero chamada de camada serosa, por isso podem ser confundidos com um tumor no ovário. Normalmente são assintomáticos nos primeiros meses, pois com o decorrer do tempo e o aumento de tamanho, o mesmo pode comprimir alguns órgãos e causar dor. Há também os miomas intramurais que é o tipo mais frequente e se desenvolve na parede uterina, ou seja, dentro do útero e fazem com que o órgão aumente de tamanho, podendo então causar o aparecimento dos sintomas como sangramentos e sensação de pressão no baixo do ventre.

Outro tipo são os miomas submucosos que é bastante raro, pois o tumor cresce para dentro do útero, ou seja, na parede do endométrio podendo causar muito sangramento. Por fim, o último tipo de mioma é o pediculado que ocorre tanto na parte interna quanto na parte externa da parede uterina e fica conectado ao útero por um fino cordão, chamado de pedículos. Este tipo não apresenta alteração no ciclo menstrual, entretanto pode causar dor ou sensação de compressão no baixo ventre.

Tratamento para miomas

Há várias formas para tratar os miomas, entretanto o médico ginecologista é o único profissional habilitado para ajudar na escolha do melhor método. Entre as formas está o uso de medicamentos que auxiliam na melhora e controle dos sintomas como o sangramento, além de diminuir ou estagnar o crescimento do tumor.

Médico e paciente

Outra forma é através da cirurgia para a retirada parcial ou total do tumor ou do útero, podendo levar a infertilidade e, por último, o método da embolização, indicado para pacientes que desejam manter o útero e sonham em ter filhos. O método da embolização consiste em colocar um cateter na artéria do útero, responsável por nutrir o mioma, causando então uma diminuição no fluxo sanguíneo e, consequentemente, na regressão do tumor.

Cerca de 40% dos miomas regridem espontaneamente, mas, mesmo assim a periodicidade na visita ao médico ginecologista continua sendo a melhor forma de prevenção.

Saiba mais sobre miomas

0 votes



Thaís
24/01/14



Vídeos Relacionados

Mais informações por email.

Deixe uma resposta

Para comentar você precisa realizar seu login com o Facebook
    heloah - 27/02/2014

    meu nariz ta com queloide , to passando pomada essa akii Ferid , nãoo quero tira o pcg mais como faz pra sara a queloide ?

    japa - 23/12/2013

    galera eu tenho varias queloides no peito e nas costas procurei um bom medico especialista, ele me disse que no meu caso as pomadas nao ajudaram, entao me explicou tudo detalhadamente a queloide se forma por uma rapida cicatrizaçao da pele. e quando nao tratada cresce cada vez mais, entao fis uma cirugia ele corta as grandes queloides e da umas injeçoes de corcozoide , depois de tudo isso tem que usar uma placa de silicone para elas nao continuarem a crescerem e injeta corcozoide todo mes durante seis meses e tambem se fas laser para retirar o vermelhidao e abaixar cada ves mais as queloides. no meu caso ta dando muito certo e com poucos meses melhorou uns 50 % . ja gastei um bom dinheiro mais ta valendo cada centavo. quem quer se curar logo disso nao va em pomadas nem em receitas loucas por ai procure um otimo medico que ira responder todas as sua perguntas e tirar todas as sua duvidas. compensa cada centavo gasto..

    milla - 13/05/2013

    Oi gente , eu furei o umbigo e ja tem um mes e alguns dias ele ja ta quase cicatrizando ele nao ta vermelho e nao ta mais saindo puz nao doi e nem coça , ele ta tipo um pouco enchadinho ta tipo da cor da minha pele e meio escuro mais bem claro bem claro mesmo eu comi um pedaço de bolo de chocolate e tenho muito medo de enflamar e dar quiloide é normal ele estar meio enchado ???

    adalci alves dos santos - 22/04/2013

    eu tenho queloide ja fiz cirurgia mais ta voltando o que eu faço não quero mais fazer cirurgia pois é perda de tempo é dinheiro as minha queloide ardem muito é doi muito não mim deixa dormi

    Ana Paula ' - 23/03/2013

    tambem furei meu umbigo e saiu isso, o que eu faço pra isso sumir ?

    Nanyjfo - 01/11/2012

    Furei o umbigo pela segunda vez . nao sei exatamente se o que eu tenho é queloide , nao doi nem coça . mas ta tipo uma bolha avermelhada . e nao é muito dura . pode ser queloide?

    Nessinha - 27/06/2012

    oieh tenho quelóides na orelha pois é muito ruim porque coça, é grande  as vazes da umas pontadas de dores nossa não  aguentou mais as vezes dá vontade de arrancar com uma faca, será que existe cirurgia para arranca-la?