Paraplégicos podem ter filhos?

A geração de filhos para os paraplégicos é uma questão que depende de alguns fatores, como a extensão e o grau da lesão medular.


Deficiente física com filhoA paraplegia, assim como a tetraplegia, é um problema relacionado a um acidente ou trauma relacionado à medula espinhal, podendo ser classificada como completa ou incompleta, dependendo se  há ou não controle e sensibilidade abaixo do ponto no qual houve a lesão medular. Quanto mais alta for a lesão, maior será a área de impacto: membros deixam de receber qualquer tipo de estímulo, deixando de responder aos estímulos do cérebro.

Por mais que a paraplegia e a tetraplegia sejam problemas que na maioria dos casos duram pela vida toda, muitos dos deficientes físicos não deixam de lutar e manter buscas e aspirações de seus sonhos, como estudar, trabalhar e até mesmo ter filhos.

         

É possível ter filhos?

Mulher paraplégica grávidaOs casos diferenciam-se  e tudo irá depender do grau da lesão e da progressão dos tratamentos. A sexualidade de um deficiente físico é algo muito mais complexo do que imaginamos, já que sentimentos e sensações novas  o levam a ter insegurança e medo de tudo. Em alguns casos, o corpo não reage mais aos estímulos, em outros é preciso um processo de adaptação a eles, já nem todas as pessoas paraplégicas sofrem comprometimento da função sexual após a lesão. Alguns homens logo após a lesão não ejaculam, mas, depois de algum tempo, conseguem ejacular e ter filhos, sendo possível induzir a ejaculação com tratamento.  No caso das mulheres, a paraplegia não faz com que percam a fertilidade,o problema é a dificuldade de manter a gravidez e a falta de prazer.

A escolha de ter ou não filhos após uma lesão medular é do casal e limitações de movimentos não impedem a criação de um filho com amor, carinho e respeito. Ser pai ou mãe é um sonho de qualquer ser humano e quando se tem apoio de amigos e da família tudo fica mais fácil.

Após uma lesão medular tudo é diferente: a vida passa a ser como um tesouro escondido que vai sendo descoberto com o passar do tempo.

0 voto



Thaís
21/10/11


Mais informações por email.

Deixe uma resposta

Para comentar você precisa realizar seu login com o Facebook

X
Curta a página