Pensão alimentícia para esposa que não trabalha

A pensão alimentícia é um tema que gera inúmeras dúvidas, principalmente sobre direitos e deveres, veja o que diz a lei nesse caso.

Homem e mulher em queda de braçoTodo mundo está sujeito a mudanças na vida, coisas que você considerava importantes na adolescência com certeza não serão prioridades aos trinta anos, assim também são os casamentos, talvez a pessoa que você imagina ser um príncipe encantado vire um sapo no futuro e a separação seja inevitável.

Como a maioria das separações são turbulentas e dolorosas é normal aparecerem dúvidas em relação ao futuro, em especial se a mulher sempre foi dependente do marido e se dedicou exclusivamente ao lar. Para ajudar a esclarecer algumas dúvidas conheça seus direitos quanto à pensão alimentícia.

                       

Quando a mulher tem ou não esse direito

mulher com saco de dinheiro

Esposas que trabalham e têm salários compatíveis com o padrão de vida que levam não tem direito ao benefício, já nos casos das jovens que estão fora do mercado de trabalho podem recorrer a uma pensão temporária, conhecida como pensão alimentícia. Fora disso às mulheres que nunca trabalharam fora, se dedicaram em tempo integral ao lar, as que possuem idade avançada, assim como as que sofrem de doenças graves ou deficiência têm direito a pensão.

Valores

dinheiro no bolso

É bom esclarecer que o divórcio e a pensão são processos separados, uma vez que o juiz entende que a mulher tem o direito a pensão, ele é quem determinará o pagamento, normalmente a quantia a ser paga gira em torno de 30 % do ganho do holerite, mas isso não é uma regra. O que conta é o padrão de vida que a mulher tinha durante o casamento.

Quando a mulher perde o direito de receber?

mulher que perdeu o direito de receber

Nos casos em que a mulher se casa novamente, já que a lei entende que o atual companheiro é quem deve sustentar a mulher, também as que ganham salários ou heranças que garantam seu sustento, o benefício é suspenso.

Por mais difícil que seja se desfazer de uma vida é muito inteligente usar a justiça a seu favor, não como uma forma de vingança contra o ex-marido. Contratar um bom advogado e obter o máximo de informações é o primeiro passo para sair da posição de dependência e enfrentar a vida.

Confira o vídeo sobre pensão alimentícia:

Leia mais sobre pensão alimentícia

2 votos



Juliana
26/01/12


Mais informações por email.

Deixe uma resposta

Para comentar você precisa realizar seu login com o Facebook
    Antonio Carlos - 13/02/2014

    Sou casado a dois anos e estou em fase de divorcio direto, pois não tenho filhos e minha esposa não trabalha fora , mas tem uma renda por fora. Ela Terá direito a pensão alimentícia?

    YELENA DE LUCA XAVIER - 16/11/2013

    Estou divorciada a 7 anos, foi dispensada pensão para mim. Concedida apenas para as filhas gêmeas. A dois anos faço tratamento de câncer e estou no auxilio doença com o valor de um salário mínimo. Posso recorrer a uma pensão, sendo que a minha renda atual não oferece condições para pagamentos de exames e medicamento? Por favor espero resposta.

    Katiajovenka - 25/09/2012

    mesmo eu nao sendo casada no papel eu ainda assim tenho direito a pensao alimenticia? minha filha tem so 7 meses de idade,e eu nao trabalho,convivi durante 6 anos com pai da minha filha,e agora nos separamos,nao dá mais certo a convivencia,quero saber se posso obriga-lo a pagar pensao nao somente a minha filha,mais amim tambem,pode me responder.obrigada