Redação dissertativa argumentativa

Com dificuldades para cumprir a tarefa da escola? Oferecemos algumas dicas de como elaborar uma redação eficiente e abrangente.

Criança fazendo redação

A redação dissertativa argumentativa é uma das formas mais comuns de avaliação de desempenho do ensino Língua Portuguesa, e também pode ser aplicada em diversas áreas do conhecimento, já que a sua temática é amplamante pluralizada. Basicamente, a dissertação argumentativa é um tipo de redação que expõe determinado assunto e a opinião do autor sobre tal, sendo assim é um ponto de vista no qual a defesa deve ser estrategicamente argumentada.

         

Não raro, muitos os estudantes possuem inúmeras dificuldades para a prática e costumam levar tais problemas até o ensino médio e vestibulares. Mesmo sabendo que o domínio da escrita depende do desenvolvimento das habilidades individuais do aluno, algumas dicas podem ser eficazes para a elaboração de uma boa dissertação.

Técnicas básicas

AlfabetoO primeiro passo é dividir a matéria da redação em três partes: introdução, argumentação/desenvolvimento e conclusão. Mas, antes de começarmos, valem as dicas: a redação deve ser escrita em 3ª pessoa, portanto elimine as possibilidades de “eu sei, eu acho, eu entendo”. Nunca copie dados ou informações durante sua produção textual. Esteja atento a outros detalhes como a linguagem e use o sentido denotativo e a ordem direta das orações. Poucas produções com linguagem poética têm chances de sucesso e, sobretudo, seja formal.

A cada novo parágrafo, releia o texto e avalie a coerência das ideias e os elementos coesivos, identificados nas relações entre as ideias defendidas. Evite períodos longos: são maiores a chance de o aluno perder-se durante o desenvolvimento, comprometendo a ideia defendida. Esteja atento à pontuação, elemento determinante para a leitura. Uma vírgula em excesso, ou outra deixada para trás pode comprometer todo o sentido do texto.

Argumentação e estrutura

Caneta sobre papelA introdução deve ser feita de forma objetiva e clara, pois já nas primeiras linhas o leitor pode identificar se o autor possui conhecimento e domínio do tema tratado, sentindo-se atraído ou não para a leitura. Passe para a segunda parte com cautela. Ligue os parágrafos de seu texto de forma coerente, estabelecendo um sentido sensível e completo entre as partes do texto.

Para desenvolver seu ponto de vista, saiba que tem que convencer o leitor dele. Portanto, faça uso de no mínimo 3 argumentos bem elaborados, sustentados em dados e opiniões sólidas. Não seja preconceituoso ou limitado. Pense abertamente em todas as chances de réplicas de seu leitor e desenvolva possíveis respostas de defesa.

Por fim, a conclusão deve ser coerente com todo o desenvolvimento e existem até mesmo aqueles que deixam um “argumento de ouro”, como elemento persuasivo, para o desfecho do texto. Aborde a principal ideia defendida e articule-a de maneira eficiente, elaborando possíveis propostas para a temática discutida (se solicitada) ou firmando a defesa.

0 voto






Mais informações por email.

Deixe uma resposta

Para comentar você precisa realizar seu login com o Facebook
  1. Gostei da dica

    Humphrey
    21/10/12 às 16:57

X
Curta a página