Redes e Hierarquias Urbanas

Conceitos em voga atualmente, as redes e hierarquias urbanas tratam de fenômenos geopolíticos em regiões demograficamente densas.

Rede Urbana em Recife Os conceitos de redes e hierarquias urbanas têm, como principal função, designar o fenômeno do relacionamento entre cidades próximas, observando o chamado “efeito de rede”, que acontece quando a interdependência entre as cidades faz com que seja desenhada uma espécie de rede imaginária sobre o mapa, apontando as interações entre seus respectivos municípios ou regiões. No artigo, exploraremos um pouco os conceitos de redes e hierarquias urbanas, pautando algumas das relações existentes entre um conceito e outro e como as diferenças políticas, geográficas e econômicas entre as regiões guiam a forma com a qual elas se relacionam.

Redes e hierarquias urbanas cidades

Mapa de redes urbanasO conceito de hierarquia urbana é uma consequência da criação da teoria das redes intermunicipais. Foi observada a diferença existente nos papéis das cidades pertencentes a um mesmo grupo de relacionamento, seja este político, econômico ou cultural. As cidades consideradas “polo” acabaram recebendo, principalmente na segunda metade do século XX, tratamento diferenciado por parte dos governantes estaduais e o conceito de hierarquia urbana fez por gerar algumas divergências na administração pública. Por exemplo, muito foi questionado sobre o fato de que cidades recebedoras de estudantes vindos de municípios menores, de seu entorno, merecessem uma porcentagem maior do investimento estadual em educação. Tal proposta faz sentido, pois destina verba às cidades que possuem maior demanda de ensino. Porém, as cidades menores acabam tendo sua porcentagem de verba para educação reduzida e a centralização se manifesta ainda mais, pois a cidade maior está no topo da hierarquia urbana.

                       

Redes e hierarquias urbanas geografia

Rio de JaneiroSe observarmos o conceito de hierarquia urbana sob a luz do desenvolvimento tecnológico atual, perceberemos o surgimento de algo curioso. Quando a política de hierarquização começou a ser realizada, a dificuldade de transitar entre uma cidade e outra era bem maior do que é atualmente. O “encurtamento“ das distâncias fez com que, hoje em dia, por exemplo, um morador da cidade de Osasco possa, sem problemas, ir diariamente à capital paulista. Também podemos analisar a facilidade crescente na obtenção de informação, que faz com que um morador de um sítio isolado da metrópole, mas possuidor de meios como internet, telefone e televisão, acabe sendo muito mais inserido socialmente do que um morador da metrópole que não possua tais recursos. Essa grande mudança de paradigma é um dos pontos de estudo mais interessantes da sociologia atual.

Os conceitos de redes e hierarquias urbanas merecem atenção, dada a grande importância que há em seu aprendizado. Entender as funções econômicas, políticas e culturais por trás das distâncias geográficas são essenciais para todo cidadão.

Masi informações sobre Redes e Hierarquias Urbanas

Nenhum voto, seja o primeiro



Amoedo
24/08/12


Mais informações por email.

Deixe uma resposta

Para comentar você precisa realizar seu login com o Facebook