Romantismo no Brasil resumo

Uma das escolas literárias mais estudadas no Brasil gerou diversas obras obrigatórias para quem quer passar no vestibular. Aqui, mais detalhes.

Em resumo oRomantismo no Brasil teve seu início nos últimos anos do século XVIII e início do século XIX, paralelo à Revolução Francesa, visto que a grande revolta do povo com a política francesa influenciou grande parte dos escritores da época, como Francisco Goya, por exemplo.

Divisões

Tal escola literária no Brasil em resumo é dividida em três fases, cada uma com sua característica mais marcante. Na primeira fase em resumo, podemos destacar o sonho, o lirismo, o subjetivismo, o exagero e a busca pelo inóspito e pelo exótico. A mulher era totalmente idealizada, amada e desejada, porém, não era tocada. A segunda fase em resumo é marcada pelo grande apreço pela morte, como forma de escapar dos problemas, elevado grau de pessimismo, religiosidade e naturalismo. A mulher, embora continuasse a ser idealizada, era alcançada, porém a felicidade não era obtida. Por fim, em resumo a terceira geração romântica pode ser considerada uma fase de transição para o realismo, corrente essa que denuncia os vícios e males da sociedade. Nesta fase, a mulher idealizada era acessível.

                       

Romantismo e a Independência

Independência do Brasil - fato simultâneo ao Romantismo.Em resumo o Romantismo no Brasil coincidiu com o movimento de independência política do Brasil, em 1822, em que se enfatizava as belezas da então colônia portuguesa. Um dos escritores brasileiros que mais enfatizou as belezas foi José de Alencar, em suas obras de alto conteúdo indianista “Iracema” e “O Guarani”. Nelas, é evidente que o índio, o povo nativo, é grandemente idealizado, exaltando suas virtudes e seus feitos. Iracema é descrita como “a virgem dos lábios de mel, e cabelos pretos como a asa da graúna”.

Características

Indio - Figura bastante enaltecida durante o romantismo (primeira geração).Em resumo dentre as características, podemos destacar: individualismo, subjetivismo, idealização, sentimentalismo exacerbado, egocentrismo, natureza interagindo com o eu-lírico, grotesco e sublime, medievalismo, indianismo (uma espécie de medievalismo “adaptado”, colocando em foco os povos nativos, índios) e byronismo.

No Brasil

Alvares de Azevedo - um dos maiores escritores do Romantismo brasileiro.O Romantismo no Brasil  pode ser dividido entre: Poesia Romântica e Prosa Romântica. A poesia é dividida em 3 fases, ou gerações:
1ª – Indianista ou Nacionalista, com Gonçalves de Magalhães e Gonçalves Dias;
2ª – Ultrarromantismo ou Mal do Século, com Álvares de Azevedo, Casimiro de Abreu, Junqueira Freire e Fagundes Varela;
3ª – Condoreira, com Castro Alves e Sousândrade. (Note que condoreira provém de Côndor, ave que simboliza a liberdade, visto que esta geração tinha os ideais abolicionistas.)
Na prosa romântica podemos destacar: Joaquim M. de Macedo, José de Alencar, Bernardo Guimarães, Franklin Távora, Visconde de Taunay e Manuel A. de Almeida.

Leia mais sobre o Romantismo no Brasil

Nenhum voto, seja o primeiro


Amoedo
10/06/11



Vídeos Relacionados

Mais informações por email.

Deixe uma resposta

Para comentar você precisa realizar seu login com o Facebook
  1. Gostei da explicacao

    Fabio goncalves lima
    15/07/13 às 16:18
  2. muito otimo me ajudou bastante

    melque costa
    20/05/13 às 10:58
  3. nossa muito bom me ajudou muito no meu trabalho de portugues valeu

    nayara santos
    17/04/13 às 17:02
  4. muito bom…..

    railda amancio
    12/03/13 às 16:46
  5. Muito bom,me ajudou muito.

    wartelou junior
    03/10/12 às 14:31
  6. Adorei o assunto, foi bastante proveitoso pra meu conhecimento.

    Adiania Dias Fernandes
    16/04/12 às 19:13