Sigmund Freud biografia resumo

Sigmund Freud é um dos mais respeitados nomes de nossa história, sendo reconhecido como pesquisador e fundador da psicanálise.

Sigmund FreudNascido em 1856 na cidade de Freiburg, atualmente conhecida por Príbor, na República Tcheca, Sigmund Freud foi um neurologista judeu e é consagrado por ter sido o criador da psicanálise. Um dos principais pilares de sua carreira foram seus estudos sobre a utilização da hipnose como forma para tratamento de pacientes histéricos.

Freud, ao conviver com o médico francês Charcot e observar o progresso de seus pacientes acometidos pela histeria, elaborou a hipótese de que as doenças causadas eram de origem psicológica e não orgânica, como era acreditado por quase toda a comunidade médica de então. A hipótese serviu como base principal para vários outros conceitos freudianos, como o do inconsciente. O neurologista também deu conhecimento a suas teorias sobre os mecanismos de defesa, repressão psicológica e por utilizar a psicanálise como tratamento de patologias psíquicas, utilizando apenas o diálogo entre o paciente e o psicanalista.

                       

A Juventude e a ida para a França

Imagem de Sigmund FreudFreud, aos 4 anos, transferiu-se com sua família para Viena e lá morou até 1938. Aos 17 anos, inicia seus estudos na universidade, e só veio a se graduar em 1881. Segundo relatos de colegas, Freud era menos dedicado ao estudo da medicina do que se esperava. Em lugar disso, se atinha muito mais à pesquisa científica, inclusive estudos sobre os órgãos sexuais de enguias. O interesse de Freud pela sexualidade veio, 20 anos mais tarde, fazer com ele desenvolvesse suas teorias psicanalíticas. Após se formar, Freud casa-se com Martha Bernays e passa a trabalhar no Hospital Geral de Viena.

A carreira como médico

Trabalhando no hospital, o jovem médico passa por uma série de desentendimentos com o pensamento dos médicos austríacos em relação às doenças psicológicas. Para tais médicos, as doenças não passavam de fingimento por parte dos doentes. Isso fez com que Freud conseguisse uma licença para ir até a França, onde passa a trabalhar com Charcot, um respeitado psiquiatra que estudava a histeria e seu tratamento através da hipnose.

A criação da teoria

Divã de FreudApós envolver-se cada vez mais com o método de Charcot, Freud passa a desenvolver uma teoria de que não havia a necessidade da hipnose na cura das doenças causadas pela histeria. O tratamento criado por Freud se baseava na mesma ideia de “cura pela fala” utilizada no método de Charcot. A diferença é que, na psicanálise, o próprio paciente chega às causas de sua doença através da conversa com o psicanalista.

A classe médica em geral acabou marginalizando as ideias de Freud, que tiveram reconhecimento anos mais tarde. Freud ficou conhecido por postular o modelo do subconsciente humano, dividido pelo neurologista em três categorias: o id, responsável por nossos impulsos mais instintivos; o superego, que atua como um juiz interior de valores; e o ego, que age como um mediador dessas duas partes e um elo de ligação com nossa parte consciente.

Freud morreu de câncer na garganta, aos 83 anos de idade, apenas um ano depois de se refugiar na Inglaterra, após a invasão nazista na Áustria.

Nenhum voto, seja o primeiro



Amoedo
18/04/12


Mais informações por email.

Deixe uma resposta

Para comentar você precisa realizar seu login com o Facebook