Teoria atômica de Dalton Thomson e Rutherford

Os modelos atômicos propostos por Dalton, Thomson e Rutherford representaram grande marco para o estudo da química e física nuclear.

Átomo e tabela periódicaEm meados dos anos 400 a.C, iniciaram-se as primeiras ideias teóricas do que seria Química, partindo dos filósofos gregos Demócrito e Leucipo, que declararam que a matéria não era contínua, ao contrário, é formada por pequenas partículas indivisíveis, que receberam o nome de átomo. Platão e Aristóteles, não aceitaram esta proposta, pois afirmavam que a matéria é contínua e esse conceito  conservou-se até a Renascença.

No ano de 1650 d.C, Pierre Gassendi propôs novamente  a“Teoria atômica”. Contemporâneo ao francês., Isaac Newton apoiou os novos estudos dizendo que era provável que Deus tivesse criado a “matéria sob a forma de partículas móveis, sólidas, com peso, duras, impenetráveis, com tamanhos e formatos, e com outras propriedades, em tais proporções em relação ao espaço, de modo a serem as mais adequadas para o fim para as quais elas foram formadas…

                       

Mais tarde, as experiências e prospostas de “modelo atômico” comprovariam a sugestão.

Modelo atômico de Dalton

Modelo Atômico de Dalton.No ano de 1808, o professor inglês John Dalton, salientou uma interpretação sobre a natureza original da matéria. Baseado em alicerces experimentais, os essenciais postulados são que toda matéria é formada por minúsculas partículas que recebem o nome de átomos. Esses átomos, quando reunidos em um elemento específico são idênticos em quantidade de massa e constituídos por substâncias químicas iguais, quando encontram-se em elementos diferentes, a massa e as substâncias químicas também são diferentes.

Os átomos são definitivos e indivisíveis, sendo assim impossível criá-los ou destruí-los.

Outra consideração englobada nesta teoria é que as reações químicas  correspondem a uma reordenação atômica, e na formação dos compostos ocorre a reunião de átomos de substâncias diferentes em proporções fixas.

Modelo atômico de Thomson

Modelo atômico de ThomsonCom base em raios catódicos, por volta de 1897 Joseph John Thomson desenvolveu um novo modelo, propondo que esses raios poderiam ser analisados como sendo um feixe de substâncias, abastecidas por energia elétrica negativa. Assim, usando-se campos magnéticos e elétricos, era possível compreender a interação carga/massa.

Conhecido como modelo “pudim de passas”, este foi o primeiro a apontar a divisibilidade do átomo, que segundo seu criador é um conjunto, formado por partículas positivas pesadas conhecidas como prótons, e partículas negativas leves, os elétrons.

Modelo atômico de Rutherford

Modelo Atômico de Rutherford.Foi Ernest Rutherford, entre 1919, quem desenvolveu as bases da física nuclear. A teoria baseada em seus estudos nos demonstra o espalhamento das partículas chamadas alfa. Na experiência, incidiu-se uma lâmina de ouro e a cada 10.000 substâncias dispersadas, somente uma refletia ou afastava-se de sua trajetória original, ou seja, o raio englobado num átomo, pode ser até dez mil vezes mais intenso que um raio englobado em um núcleo.

Com o decorrer do tempo, outros modelos foram aperfeiçoados até que chegamos ao modelo das nanopartículas, que investiga partes menores que o átomo.

Assuntos Relacionados

Nenhum voto, seja o primeiro





Mais informações por email.

Deixe uma resposta

Para comentar você precisa realizar seu login com o Facebook