Vacinas que não fazem parte do calendário

Embora não relacionadas no calendário, as vacinas exercem funções preventivas e imunizadoras, bem como, controlando possível epidemia.

Pessoa sendo vacinadaAs substâncias existentes nas vacinas servem para exercer estímulo ao sistema imunológico para que ele se torne imune ou mais resistente a algumas doenças. Isto acontece pela presença de proteínas, toxinas e parte de bactérias, vírus ou mesmo vírus e bactérias inteiros, atenuados ou mortos que depois de introduzidos no organismo estimulam a síntese dos anticorpos. Muitas vacinas estão presentes no calendário oficial, outras não, mas que são muito importantes também.

Hepatite A

Previne contra a doença causada pelo vírus Hepatite A e pode ser aplicada a partir do primeiro ano de idade com mais duas doses de 6 em 6 meses.

Gripe

Previne as infecções do Vírus Influenza, o maior responsável pelas gripes mais sérias no inverno e já pode ser tomada a partir dos seis meses. Os idosos encontram essa vacina na rede pública ou em campanhas.

Antipneumocócica

Enfermeira segurando injeçãoPrevine infecções provenientes da bactéria Estreptococos pneumoniae como: pneumonias, epiglotes e meningites. Aplicada a partir de dois meses, a repetição depende da idade da aplicação da primeira dose e já está disponível na rede pública.

Varicela – catapora

Usada na prevenção da Varicela podendo ser aplicada após o primeiro ano de idade e a segunda dose depois de 4 ou 6 anos. Quando maior de doze anos as duas doses devem ter um intervalo de um mês.

Antimeningocócicas Tipo C e A/C

Previne meningites do tipo A e A/C, deve ser aplicada em casos específicos, como viajantes que de áreas endêmicas do tipo A como África e o Extremo Oriente. Hoje, recomenda-se que logo no terceiro mês de vida seja aplicada a vacina conjugada do tipo C que está disponível na rede pública.

Mais sobre Vacinas que não fazem parte do calendário

Febre amarela

Indicada para moradores das áreas mais sujeitas ou visitantes desses lugares, pode ser aplicada com 9 meses, com reforço depois a cada 10 anos.

A atenção dos pais deve ser permanente tanto nas vacinas básicas como das não constantes do calendário.

Assuntos Relacionados




Adeni
14/03/12

Relacionados com Vacinas que não fazem parte do calendário

Mais informações por email.

Comentar sobre Vacinas que não fazem parte do calendário