Home » Diversão » Curiosidades

9 lendas urbanas brasileiras

Lendas aterrorizantes rondam o imaginário popular, algumas até se tornaram parte do folclore brasileiro.

Se você já ouviu uma lenda de arrepiar os cabelos e ficou pensando se era real ou mito?

pessoacommedo

Vamos destacar aqui fatos que realmente aconteceram no Brasil ou que são  apenas contos do povo. Também há lendas que já se tornaram folclore. Confira aqui 9 lendas que são as mais populares no Brasil.

Lendas urbanas brasileiras folclóricas

Boto cor de rosa

A lenda do Boto cor de rosa é originária do Amazonas, onde mulheres apareciam misteriosamente grávidas, essa lenda teve início no século XVIII, onde era muito mal vista a mulher que engravidava sem ser casada. O filho teria um pai mitológico "o boto cor de rosa".

botocorderosa

Segundo a lenda o boto saí das águas e se transformava em um homem muito bonito e bem vestido com um nariz pontiagudo, durante as festas juninas procurando jovens solteiras e durante um passeio pelo rios, engravidando assim as mulheres através de um encantamento. Isso era tido como verdade por muito tempo. Entretendo muitos casos, foram descobertos como filho de homens casados e as mulheres apareciam "grávidas do boto".

Saci Pererê

O Saci Pererê é uma das mais famosas lendas brasileiras, trata-se de um menino travesso que executa travessuras em sítios e fazendas, o menino negro de uma perna só que usa um gorro vermelho e fuma um cachimbo.

saciperere

Sua origem é indígena, porém há influências africanas e europeias. Para capturar o Saci é preciso atirar um peneira no rodamoinho que ele se locomove. Entretanto se ele não for aprisionado em uma garrafa com rolha, o menino pode voltar para tirar a paz do capturador. O dia do Saci é comemorado no dia 31 de Outubro.

Sereia Iara

Essa lenda de origem indígena, caracteriza-se de uma mulher que se transformou em metade peixe devido ao um castigo de seu pai que era pajé. Iara tinha outros irmãos e era uma caçadora hábil, porém devido a inveja de seus irmãos tentaram matá-la em uma noite enquanto dormia.

sereiaiara

Mas devido à sua audição sensível, Iara ouviu o que seria feito para dar cabo de sua vida, e então matou seus irmãos para se defender.  Iara fugiu amedrontada mas seu pai a encontrou perto do Rio Solimões, onde foi arremessada e os peixes a salvaram dando uma cauda de peixe. Desde então a bela índia encanta os marinheiros com o seu canto, que são mortos afogados ao atingir o fundo do rio em busca da sereia.

Mula sem Cabeça

A mula sem cabeça é a lenda de uma mulher que foi transformada em uma mula sem cabeça que jorra fogo pelo pescoço. Esse castigo teria sido rogado devido por um romance com um padre.

mulasemcabeca

Desde então todas as noites de quinta-feiras de lua cheia a mulher se transforma na mula sem cabeça. Todo cuidado é pouco ao sair no entardecer próximo a fazendas próximas a matas, já que a mula se refugia nas matas para se esconder. Antigamente a lenda também era atribuída para moças que se casavam impuras, sendo a tradição religiosa.

Lendas urbanas brasileiras reais

Chupa cabra

Com a origem em Porto Rico, em meados dos anos 90, surge um bicho monstruoso que aterroriza os moradores de fazendas que criam cabras. Os animais apareciam mortos com nenhuma gota de sangue sequer.

chupacabra

A lenda se tornou mistério já que não se encontrava o ser responsável pelas mortes dos bichos. No início dos anos 2000, foi encontrada uma criatura, semelhante ao cachorro do mato e as mortes sessaram na região de Minas Gerais.

Velho do Saco

O velho do saco surge como crença, sendo ele um andarilho idoso que rondava as ruas. Tendo sua origem no Brasil, por volta do século XVIII. As crianças deviam temer o velho do saco, já que ele as capturam se ficassem sozinhas e se desobedecem seus responsáveis.

velhodosaco

Não se sabe ao certo o que seria da vítima do velho do saco, mas ele serviu para amedrontar toda uma geração de crianças briguentas e desobedientes.

Opala Preto

Ubiratã Carlos de Jesus Chavez, era um dos maiores criminosos do Rio de Janeiro na década de 70. A lenda do Opala Preto começa a ser contada após a sua morte. Conta-se em que uma perseguição com a polícia o Opala guiado por Ubiratã se choca com um fusca no túnel Rebouças, onde não há nenhum sobrevivente.

lendadoopalapreto

Desde então o carro persegue famílias a noite no túnel, se o condutor orar pelas almas, o carro desaparece, caso contrário o carro cria mais velocidade provocando um acidente.

A noiva da Estrada

A noiva da estrada trata-se de uma lenda de caminhoneiros, segundo a história uma moça que iria buscar seu vestido de noiva em outra cidade se envolve em um trágico acidente onde um caminhão vem na contramão e faz com que o carro da noiva capote sem que ela sobreviva.

noivadaestrada

Desde então uma moça surge na beira das estradas de São Paulo e Minas Gerais pedindo carona, para buscar finalmente buscar seu vestido.

Boneco do Fofão

O personagem infantil do boneco Fofão, se tornou lenda nos anos 80, já que o boneco tinha uma haste que prendia seu corpo semelhante a um punhal preto.

lendafofao

As pessoas começaram a achar que existia algo de satânico no boneco, a fama também era atribuída já que o personagem se assemelhava ao Chuck o boneco assassino dos cinemas.

Publicado por Veronica Ortiz
Revisado em 04/10/2017

Compartilhar

Comentar com Facebook

Receba novidades

Comentar