Alimentos para a depressão

Alguns alimentos têm o poder de melhorar o humor e proporcionar bem estar. Confira dicas de alimentação para quem sofre com depressão.

mulher comendo salada

A Depressão já foi considerada a doença do século há alguns anos atrás, mas foi substituída pelo estresse. Ambos os problemas andam lado a lado e estão presentes em grande parte da população mundial, inclusive entre os brasileiros. A tristeza profunda, a falta da vontade de viver, a preguiça, fadiga e o estresse são alguns dos principais sintomas de uma pessoa depressiva.

Uma alimentação balanceada e rica em alguns certos nutrientes pode colaborar para uma melhora na depressão. Muitos médicos estão apostando nesse tratamento natural antes de inserir medicamentos fortes e controlados em seus pacientes.

Alimentos que combatem a depressão

A alimentação influencia e muito na saúde física e mental, alguns alimentos ajudam no combate e na prevenção da depressão. Eles possuem substâncias que estimulam a felicidade e o bem estar. Conheça alguns deles.

Frutas

Alimentos que combatem a depressãoFrutas ricas em triptofano ajudam na produção da serotonina, hormônio do bom humor. Entre elas estão: mamão, banana, limão, tangerina, abacate e melancia.

A laranja e a maçã são ricas em ácido fólico, que ajuda a amenizar os sintomas da depressão. A vitamina C, mais presente na laranja, age diretamente no sistema nervoso, dando mais energia e combatendo o estresse. A fruta previne ainda a fadiga.

Soja

A Soja possui alta concentração de magnésio. A falta do mineral no organismo pode causar indisposição, fadiga.

O seu consumo ajuda a aumentar a energia e além disso, o magnésio possui propriedades calmantes, combatendo o estresse.

Folhas verdes

As hortaliças de folhas verde-escuras são ricas em folato, vitamina que combate os sintomas da depressão.

Aveia

O grão é rico em vitaminas do complexo B e vitamina E. A aveia é conhecida por melhorar o funcionamento do intestino. Além disso, combate a depressão, a ansiedade e demais sintomas. O centeio também tem os mesmos nutrientes e função.

Carboidratos complexos

Esse tipo de carboidrato é encontrado em alimentos integrais, como pão e arroz integral. Eles também ajudam no funcionamento do intestino.

Os carboidratos complexos possuem triptofano que ajuda a estimular a produção de serotonina. Esse neurotransmissor ajuda a reduzir os sintomas da depressão.

Castanhas

Castanha-do-pará, nozes e amêndoas melhoram os sintomas da depressão e combatem o estresse. As castanhas oleaginosas são ricas em selênio, um poderoso agente antioxidante.

Mel

Também estimula a produção da serotonina, sendo indicado para pacientes depressivos.

Leite e iogurte desnatado

Alimentos ricos em cálcio possuem nutrientes que controlam o nervosismo, muito comum em pessoas com depressão.

O cálcio ainda regulariza a pressão arterial, deixando a pessoa mais calma e menos tensa.

Ovos

O ovo é rico em vitaminas do complexo B, responsáveis pela melhoria do humor. A dica é consumir o alimento cozido, evitando a fritura, pois o ovo já é rico em gordura.

Carnes magras e peixes

As carnes, além de fontes de proteínas, possuem tripofano, que aumenta a produção da serotonina. O neurotransmissor garante bom-humor, melhor qualidade de sono, diminui o apetite exagerado, cria a sensação de bem-estar e ainda relaxa.

O peixe é ainda mais indicado, principalmente atum e salmão, ricos em ômega 3.

Alimentos que podem aumentar a depressão

Assim como existem os alimentos que ajudam no controle e combate da depressão, alguns devem ser evitados para não agravar ainda mais o problema.

Os alimentos industrializados, ricos em conservantes e gordura trans, são os principais vilões da depressão. Essas substâncias presentes nesse tipo de alimento são tóxicas para os neurônios, além de desencadear muitos outros problemas de saúde.

Já as bebidas alcoólicas prejudicam a absorção de nutrientes pelo organismo. Como já vimos alguns nutrientes são essenciais para uma boa saúde física e mental. Além disso, o álcool interfere no humor, sono e motivação, também corta o efeito da medicação usada para o tratamento da depressão.

lanche com fritas

O carboidrato ruim, açúcar e algumas carnes vermelhas também prejudicam a saúde dos neurônios, afetando o humor e o bem estar, além de aumentar a gordura do corpo.

A melhoria na qualidade da alimentação pode ser o primeiro passo ou então a solução para pacientes com depressão. O tratamento natural é o mais indicado em todos os casos, principalmente quando mostra resultados positivos, como é o caso da depressão.

Confira também neste vídeo do Youtube alguns alimentos que previnem a depressão:

Revisado em 25/11/2014
Publicado em 24/09/2013 por Dany Negrao

Receba novidades

Comentar com Facebook


Comentários

  • tita

    07/12/15

    Muito interessante o assunto. mas meu problema so essas dores. quando enfrentei uma crise de lombalgia, o mdico me indicou desse colcho magntico . algum daqui j usou? falaram que cuida at insonia. -
    responder

Comentar

Siga-nos