Como funciona a dieta cetônica?

Quer emagrecer de maneira rápida e fácil? Com a dieta cetônica em 15 dias você encontra resultados incríveis. Saiba mais.

A cada dia que passa novas dietas aparecem na mídia, ganham alguns adeptos que sonham em atingir suas metas de maneira rápida e eficiente, mas com o tempo são abandonadas devido às dificuldades de se conseguir manter o resultado. A dieta cetônica também conhecida como a Dieta do Doutor Atkins, defende a eliminação total do consumo de carboidratos, seguindo a mesma linha da dieta das proteínas e da dieta zero carbo, eliminando teoricamente as gorduras que estão acumuladas no organismo.

E, como muita gente não tem tempo para praticar exercício físico e seguir uma alimentação saudável e equilibrada, a opção é burlar o organismo e aderir a meios alternativos que tragam resultados rápidos. Mas, será que a dieta cetônica funciona mesmo e faz bem para o organismo? Confira.

A dieta cetônica faz bem?

Fundamentada na restrição total de alimentos hiperglicêmicos, ou seja, que são fontes de energia para o organismo, a dieta cetônica permite a ingestão de grupos alimentares hipoglicêmicos que ao serem consumidos fornecem energia para o organismo.

De uma maneira mais simples, o corpo usa o carboidrato como fonte primária de energia e, quando o mesmo é cortado do cardápio, o organismo entra em cetose, ou seja, ele passa a usar a gordura acumulada como fonte primária de energia, mas para isso é preciso consumir gordura e proteína a fim de evitar que o organismo entre em um estado de reserva de nutrientes.

Mas, quando o assunto é saber se a dieta cetônica faz bem há controversas, pois muitos nutricionistas dizem que cortar os carboidratos acaba por complicar a saúde do organismo e a melhor forma de emagrecer é saber se alimentar de maneira saudável e equilibrada. Em contrapartida, há aqueles que dizem que o carboidrato é o principal responsável pelo acúmulo de gordura, por isso, sua dieta é ótima para os fanáticos por carboidratos simples que são aqueles vindos de alimentos preparados com açúcar e farinha de trigo refinada.

Dieta cetônica: alimentos liberados

Dividida por três fases, a dieta cetônica dura em média 15 dias e funciona da seguinte forma: na primeira fase o organismo sentirá falta do carboidrato e provavelmente terá uma vontade extrema de comer os alimentos não permitidos e duros em média dois dias; a segunda fase é a cetogênese e é caracterizada pela queima de calorias; e, por fim, a terceira fase que é o processo final, onde você já pode ter contato com frutas com no máximo 10% de carboidratos, depois de 15 dias a dieta deve ser interrompida.

Os alimentos liberados na dieta cetônica são: repolho, alface, tomate, couve-flor, couve, brócolis, pimenta, cebola, pepino, abobrinha, quiabo, nabo, acelga, berinjela, palmito, pimentão, refrigerante diet, chá de ervas, água, creme de leite, ovos, bacon, linguiça, carne vermelha, carne de peixe e frango, queijo e nozes.

Dieta cetônica: cardápio dia a dia

Como na dieta cetônica é preciso evitar qualquer tipo de carboidrato, o cardápio do dia a dia deve ser montado a partir dos alimentos liberados, criando pratos saborosos e nutritivos.

Deve-se evitar cereais simples e integrais, tubérculos hiperglicêmicos como batata, mandioca, mandioquinha, batata doce, açúcares e frutas com mais de 10% de carboidrato em sua composição.

A alimentação deve ser equilibrada e deve seguir a risca a lista de alimentos liberados e faça seis refeições diárias. E, caso queira fazer a dieta novamente, o recomendado é esperar alguns meses para o organismo não estar em cetose crônica que causa uma série de patologias.

Assista ao vídeo e veja dicas de como escolher a dieta mais adequada para perder peso com saúde:

12/02/14 por Thaís

   

Mais informações por email

Comentar