Dicas para organizar a vida financeira

No final do mês, sobra ou falta dinheiro? Saiba que com um planejamento adequado é possível até economizar ganhando pouco. Veja como!

Quem nunca passou por um perrengue no fim do mês, deixou de pagar a conta de luz, de internet ou até a fatura do cartão?

Agenda e celular

Pois saiba que isso é possível evitar – mesmo ganhando pouco! Um bom planejamento financeiro pode ajudar a resolver os problemas do seu orçamento pessoal. O primeiro passo é saber onde está errado, e depois começar a se organizar!

Mais sobre Dicas para organizar a vida financeira

Tenha objetivos e prioridades definidos

Definir suas prioridades é de extrema importância para te ajudar a economizar e sair do aperto no fim do mês. Faça uma lista com tudo o que você precisa pagar em ordem de importância, por exemplo:

  • Aluguel
  • Água
  • Luz
  • Internet
  • Mercado

Flecha no alvo

Essa lista pode variar de acordo com a seu custo de vida, acrescentando faculdade, carro, combustível, saúde ou até retirando algum item como o aluguel, no caso de casa própria. O importante é você fazer a sua lista de prioridades! Lembre-se de acrescentar o valor destinado para cada item.

Ter objetivos também é essencial e não apenas em sua parte financeira, mas também em sua vida. Se você deseja fazer uma viagem no final no ano, acrescente em sua lista esse item e o valor que pretende guardar para isso.

Todos temos sonhos e economizar é um grande passo para realiza-lo. Saiba que o dinheiro que deve ser economizado, não é aquele que sobra, mas sim uma parte de sua renda que deve ser destinada apenas para isso. Nunca se esqueça de que imprevistos ou grandes oportunidades podem acontecer.

Como fazer um orçamento pessoal

A parte mais complicada é definir quanto de sua renda deverá ser destinado para cada item. Como você já fez a sua lista de prioridades, já sabe mais ou menos quanto precisa guardar para cada coisa.

Orçamento - porquinho

Outra coisa muito importante: nunca gaste mais do que você ganha! Na hora de dividir a sua renda, tenha em mente esse limite e evite ao máximo ultrapassa-lo. Do contrário, dificilmente sobrará algum dinheiro no final do mês.

Resumindo toda essa história: tenha em mãos todas as despesas (use um caderninho, planilhas ou até aplicativos) anotadas. Confira se não esqueceu nada! Anote também o valor total da sua renda mensal. A partir desse ponto, vá distribuindo todas os seus custos, priorizando o que tem mais importância.

Separe inclusive itens como “restaurantes”, “vestuário”, “livros” e “diversão”. Assim você tem um valor específico mensal para gastar com o que você gosta.

Como guardar dinheiro

O primeiro passo para guardar o seu dinheiro é saber que nunca deve se gastar mais do que ganha. O segundo passo é: especificar quanto irá guardar por mês e guardar esse dinheiro de fato. Alguns especialistas indicam 10% de sua renda total, mas se você ainda está apertado com gastos passados, pode estipular outro valor que fique interessante para você.

Como economizar

São duas maneiras de usar esse dinheiro guardado: abrindo uma poupança ou aplicando em ações. Escolha a opção que mais irá trazer benefícios para você.

Saiba também que os cartões de crédito são grandes inimigos para quem procura economizar. Evite ao máximo fazer compras parceladas, pois isso compromete boa parte do seu orçamento e você ainda paga juros. Use o seu cartão de crédito apenas para emergências e dê preferências para compras a vista ou em poucas vezes.

Outra tática antiga para guardar dinheiro – e não é esconder embaixo do colchão – é o famoso cofrinho. Sabe as moedinhas que sobram da padaria? Sim, vão direto para o cofrinho! Mas não o abra por qualquer coisa, mas se no fim do mês o gás acabar e você estiver zerado, sabe onde deve correr!

Nesse vídeo do Youtube você confere mais algumas dicas de como organizar a sua vida financeira:

11/05/15 por Ananda Morales

   

Mais informações por email

Comentar