Índices de desperdício de alimentos no Brasil

O desperdício de alimentos no Brasil e no mundo é muito grande, confira os dados estatísticos e as causas desse problema mundial.

Jogando comidaSegundo a Agroindústria de Alimentos da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), o Brasil desperdiça mais de 26 milhões de toneladas de alimentos por ano. Apesar dos altos índices de pessoas que ainda passam fome no país, esse desperdício vem crescendo a cada ano. O Brasil é um país que produz muito e tem a capacidade de alimentar toda sua população, porém isso não acontece e muitos alimentos, incluindo hortaliças e vegetais são jogados fora todos os dias mesmo estando em boas condições de consumo.

Um dos grandes problemas relacionados ao desperdício no Brasil são os restaurantes e supermercados que jogam quilos e mais quilos de comidas prontas para o consumo no lixo todos os dias. Isso ocorre devido o medo de doações, muitos problemas relacionados a essas ações têm sido questionados no país. O desperdício doméstico também é considerado grande no Brasil, segundo pesquisas as classes médias e altas desperdiçam por mês uma quantidade que daria para alimentar uma pessoa por seis meses.

Os dados dos desperdícios de alimentos no Brasil

Muitos são os problemas no Brasil, e um dos que causam bastante prejuízo para a população, segundo dados colhidos por pesquisas é o desperdício de alimentos. Mesmo sendo um país que está no quarto lugar entre os produtores de alimentos, tem um dos índices de desperdícios mais elevados. Mais da metade do que se é plantado no país acaba sendo irrecuperável e perdido ao longo de sua produção e manuseamento.

Alimentos em latas de lixo

Segundo os dados, na colheita perde-se aproximadamente 20% do que são plantados, 8% no deslocamento e no estoque, 15% no manuseio industrial, 1% na comercialização e 20% na produção de alimentos e refeições. Toneladas de alimentos são jogados no lixo e muitos desses lixos se tornam refeições de crianças e adultos em busca de alimentos.

Quais as causas de desperdício de alimentos no Brasil

Grande parte de causas de desperdício de alimentos no Brasil está no manuseio e armazenamento inadequado. Logo de principio o desperdício se dá no campo com a falta de planejamento do plantio, gerando desperdícios também na colheita, o uso de embalagens inadequadas, no transporte e também no ponto de venda. Por não existir uma norma adequada para doações de alimentos prontos em restaurantes e lanchonetes o desperdício aumenta ainda mais.

Embalagem com alimentos

Podemos perceber grandes desperdícios em feiras e supermercados com frutas, hortaliças, legumes e vegetais que poderiam ser reaproveitados. Através desse aproveitamento transformar em alimento para muitos necessitados, mas ao invés disso o destino é o lixo e em decorrência a desigualdade e a fome só aumentam em um país que poderia ser exemplo para os demais com a preservação e o reaproveitamento dos alimentos que são considerados inúteis.

O desperdício de alimentos no mundo

O desperdício de alimentos no mundo é considerado alto, principalmente nos países mais pobres. Esse desperdício de alimentos global geram efeitos catastróficos no ambiente, cerca de 1,3 bilhão de toneladas são descartadas  e todo esse desperdício geram perdas econômicas incalculáveis e, infelizmente um impacto grande nos recursos naturais.

Resto de alimentos

Esse desperdício no mundo todo é revoltante e já mobiliza muitas pessoas em prol de uma mudança. Pessoas influentes e outras interessadas em contribuir para o meio ambiente e também com a escassez da fome promovem mutirões e ações consideradas pequenas para reverter esse quadro. Destinar partes dos alimentos prontos para entidades carentes e outros alimentos inutilizáveis como resíduos orgânicos são o que fará a diferença.

Os desperdícios de alimentos no Brasil e no mundo são grandes, isso deve acabar e toda essa perda deve ser revertida para pessoas que passam fome, além de contribuir para o meio ambiente.

Confira um vídeo de uma campanha muito interessante contra o desperdício de alimentos:

20/11/13 por Raquel Silveira

   

Mais informações por email

Comentar