Maus hábitos de quem usa smartphones

Algumas ações que passam despercebidos no dia a dia podem comprometer a segurança do seu smartphone. Veja mais sobre o assunto!

Maus hábitos de quem usa smartphones

A evolução dos smartphones é a prova mais evidente que a tecnologia está em um nível muito avançado. A cada lançamento, uma novidade, a cada download, uma nova ferramenta. As funções que um dispositivo smartphone é capaz de executar são inúmeras, podendo ir de um simples despertador até um gerenciador bancário.

A facilidade, sem dúvidas, é a melhor e mais forte referência a se pôr nesses aparelhos. Mas, com tanta facilidade, muitos esquecem que devem reforçar a segurança de seus dispositivos, pois, quanto maiores as funcionalidades, maiores serão os riscos.

Alerta de vírus

Simples descuidos e falhas de memória podem colocar seu aparelho em perigo e expor seus dados pessoais e secretos, esse perigo parte tanto do mundo físico quanto do mundo virtual. Pessoas de má fé agem através aplicativos e configurações maliciosas com o intuito de roubar dados bancários e arquivos pessoais. Mas, não só isso, se um aparelho é roubado e não possui nenhum nível de segurança, o que impedirá o assaltante de vasculhar suas redes sociais, últimas transações, fotos e mensagens?

Pois é! Se você, assim como eu, se preocupa com essa segurança, vejamos então alguns hábitos que geralmente são deixados de lados por quem possui um smartphone, e previna-se para que a próxima vítima não seja você!

Falta de senha

O primeiro e mais importante item que não pode faltar em um aparelho, a senha. Através de uma pesquisa realizada recentemente, foi constatado que cerca de 60% dos usuários de smartphone não criam senhas para proteger seu aparelho, o que poderia ocasionar muitos problemas se o mesmo fosse roubado ou até mesmo perdido.

Falta de senha em um smartphone

Crie uma senha que seja difícil de ser descoberto, nada de data de aniversário, pois se a pessoa te conhecer, ela matará a charada rapidinho. Atualmente, existem vários meios para criação de senhas, como por exemplo, desenhos de ligação de pontos, identificação de rosto, letras seguidas de números e outros.

Acesso automático

Outro fator de risco que, só perde para a falta da senha, é o acesso automático. É muito comum encontrar usuários com suas senhas de redes sociais, contas online e até mesmo de finanças salvas no dispositivo. Isso ocorre quando o usuário deixa sua senha salva em aplicativos e também nos navegadores.

Fazer logout de contas

A forma mais correta e, claro, a mais segura é inserir os números e/ou letras da sua senha sempre que for acessar o app manualmente.

Links falsos

Todos os dias, links e e-mails fraudulentos surgem em nossas caixas de entrada ou até mesmo em nossas homes das redes sociais (Você + 44 pessoas). Segundo a mesma pesquisa feita, cerca de 4% dos crimes de falsa identidade se originam desses links infectados.

Cuidado com emails falsos

Ao todo, são enviados cerca de 156 milhões de e-mails para os usuários da internet, por isso, fique sempre atento aos links que aparecerem, se não for de confiança não abra ou muito menos clique.

Wi-fi desconhecido

A conexão Wi-fi se tornou a forma de acesso à internet mais procurada e também a mais insegura. Cerca de 50% das pessoas se conectam a essas redes desconhecidas através de seus smartphones.

Quando um usuário se conecta a uma rede wireless pública, essa mesma rede não é capaz de fornecer a segurança necessária para impedir que os dados possam ser interceptados por outras pessoas da rede. Isso vale não somente para os smartphones, mas também para tablets e notebooks.

Wi-fi inseguro

Em outras palavras, seus dados e arquivos estariam expostos à ações de pessoas de má índole. Mas, se você precisar muito acessar uma rede desconhecida, procure não entrar em sites e redes sociais que exijam códigos de segurança.

Localização exposta ao público

É muito comum o uso das redes sociais para anunciar a sua localização, que muitas vezes é feita de forma automática por meio dos plug-ins utilizados quando se faz o upload de fotos ou por meio de marcações dos amigos.

Localização exposta ao público

O correto seria desativar essas ferramentas, pois tornar a sua localização exposta pode tornar a sua segurança a mercê de quem não quer o seu bem. Em outras palavras, seus pertences e até mesmo você se tornariam alvos fáceis de criminosos ou psicopatas.

Ficar sempre atento a alguns desses maus costumes e preveni-los, ajudará a preservar não só os seus arquivos pessoais, mas também, a sua segurança e a vida útil do seu smartphone.

Quer saber mais sobre os cuidados que você deve ter quando estiver usando seu smartphone? Então, assista ao vídeo que segue abaixo!

06/02/14 por Luis Carlos

   

Mais informações por email

Comentar