Mitos e verdades sobre o chocolate

Causa espinhas? Engorda? Provoca dependência? Alivia as tensões? Muitos são os mitos e verdades sobre o desejado e temido chocolate.

Lata com chocolatesNa Antiguidade Clássica, o chocolate chegou a receber o nome grego Theobroma que significa alimento dos deuses. Hoje, a iguaria arrasta multidões de devotos, os chocólatras, por todo o mundo e também levanta algumas polêmicas sobre as suas propriedades, benefícios e malefícios, mitos e verdades. Desmistificando alguns conceitos, vamos sublinhar que o chocolate não causa espinhas.

Mitos comuns

Mulher apontando para espinha no rostoAté hoje, nenhum estudo provou que o alimento é o causador inicial dos problemas da pele. O chocolate também não vicia de verdade. O que acontece é a estimulação por alguns componentes associados como a cafeína, que concentram-se em quantidades insuficientes para provocar o vício.

Benefícios reais

Mulher comendo chocolate giganteNas mulheres, o desejo de comer chocolate durante a TPM é quimicamente explicado: a substância feniletilamina presente no chocolate, além de ser um antidepressivo natural, desencadeia a produção de serotonina que promove o bem estar e o alívio da tensão.O chocolate com formação de no mínimo, 70% de cacau, que é o chocolate em sua concentração mais pura, possui teobromina e tiramina, estimuladores de neurônios que melhoram o raciocínio. As vitaminas A, B1, B2, D e E também estão presentes no alimento, juntamente com minerais como cálcio, fósforo, magnésio, ferro e cobre e também os poderosos antioxidantes flavonoides.

Problemas do consumo em excesso

Bebê feliz comendo chocolateDizer que o chocolate só faz bem não é uma verdade fundamental: tudo depende da quantidade ingerida, assim como muitos outros elementos de nossa rotina alimentar. Por também conter muita gordura, o chocolate deve ser consumido moderadamente, sob o risco de ter o efeito inverso, favorecer a obesidade e problemas cardíacos. O chocolate diet também merece um alerta: em alguns casos a porção de gordura não é reduzida, apenas a de açúcar, permitindo o consumo para diabéticos e não para as pessoas que precisam emagrecer. Alguns fabricantes adicionam gordura hidrogenada ao doce, para baratear os custos de produção.

Por fim, cuidado com o chocolate branco, pois os benefícios do chocolate comum não se aplicam a ele, devido à mistura do leite em sua composição. As gorduras saturadas do leite acabam anulando substâncias benéficas ao corpo.

Revisado em 17/07/2017
Publicado em 10/06/2011 por Jessica

Mais informações por email