O que é a compulsão alimentar?

Conheça um pouco mais sobre a compulsão alimentar, doença de causas diversas e que requer um tratamento intensivo e psicológico.

mulher com compulsão alimentar

Fome? Ansiedade? Gula? Ou compulsão alimentar? Essa última opção se confunde muito com as anteriores. A compulsão alimentar é uma doença e afeta uma grande parte da população. Como consequência nascem outros problemas, como a obesidade. Essa compulsão pode ser tratada com a ajuda de medicamentos e terapia, mas o primeiro passo é reconhecer que se tem a doença, identificar o transtorno alimentar. O indivíduo come mesmo sem fome, até passar mal em alguns casos. Saiba mais sobre a compulsão alimentar.

Tipos de compulsão alimentar

A compulsão alimentar tende a se agravar com o passar do tempo e a ausência de tratamento, por isso existem tipos da doença, indo do mais leve ao mais grave. Num primeiro estágio, a pessoa ainda se encontra mais magra, sem grandes indícios de alguma disfunção alimentar. O problema pode começar depois de algum trauma ou estresse muito grande.

homem com sanduíche

Assim, o indivíduo começa a descontar suas angústias na comida, desenvolvendo a compulsão alimentar, ingerindo alimentos sem limites. O que pode começar de leve, sem grandes alarmes, pode se transformar numa doença séria, levando a pessoa à obesidade. Por isso, qualquer ganho de peso em um curto espaço de tempo precisa ser analisado com cautela.

Causas da compulsão alimentar

As principais causas da compulsão alimentar estão ligadas à dietas. Normalmente se desenvolve quando o indivíduo passa por uma privação de determinados alimentos. Quando se vê frente à eles em um determinado momento, resolve comer mais do que o normal para suprir a abstinência. Esses alimentos em geral são gordurosos e ricos em açúcar, o que faz a pessoa engordar em pouco tempo.

mulher olhando guloseimas e frutas

Fatores orgânicos também podem influenciar no aparecimento desse transtorno. Quando não se ingere carboidratos, o corpo fica com pouca serotonina, substância presente no controle alimentar. A falta dela faz com que a pessoa coma sem parar, sem freio. Ela é a responsável pelo equilíbrio da saciedade no organismo.

Seja orgânico ou psicológico, o motivo é quase sempre o mesmo: a privação de determinados alimentos. A depressão, estresse e demais angústias podem levar à compulsão pelo ato de comer sem parar, por isso o tratamento precisa ser acompanhado por diferentes profissionais da saúde.

Como tratar a compulsão alimentar?

O tratamento começa na parte psicológica, com terapias. O paciente precisa se controlar acima de tudo. Ele precisa entender que não precisa de excessos para se alimentar. Se o mesmo encontra-se num estágio avançado da doença, medicamentos ansiolíticos precisam ser inseridos no tratamento, eles agem diretamente no sistema nervoso, controlando a ansiedade e a vontade de comer.

mulher no psicólogo

Outra parte do tratamento da compulsão alimentar é a prática de atividades físicas. Os esportes, num geral, ajudam à melhorar a qualidade de vida. Os pacientes focam o estresse no exercício, deixando a comida um pouco de lado.

Quem suspeita de estar com compulsão alimentar, precisa procurar ajuda médica o quanto antes. Se não tratada, a doença pode levar à obesidade mórbida e à problemas ainda mais sérios, causados pelo consumo desenfreado de alimentos, quase sempre prejudiciais à saúde.

Veja mais sobre a compulsão alimentar neste vídeo do Youtube:

19/09/13 por Dany Negrao

   

Mais informações por email

Comentar