Home » Tecnologia » Informática

PHP o que significa?

Aqui, um pouco mais sobre a história dessa linguagem de programação que está fazendo sucesso, principalmente na internet.

Logotipo PHPMuita gente já ouviu falar em PHP. Mas o que é isso? A sigla PHP significa “PHP Hypertext Processor” (algo como Processador de PHP Hipertexto, em português, e anteriormente era denominada “Personal Home Page”, ou Página Inicial Pessoal). A linguagem vem sendo muito difundida por sua ampla capacidade de adaptação a projetos e sistemas.

Utilização

Tal linguagem de programação é largamente utilizada na criação de páginas para a internet e, apesar de ser bem intuitiva e simples para usuários novatos, oferece grandes e valiosas ferramentas para os programadores mais experientes. Note que, como o Java e JavaScript, o PHP é uma linguagem livre, ou seja, não é necessário fazer qualquer tipo de pagamento para sua utilização (salvo pagamentos feitos para realização de cursos e alguns tipos de serviços de hospedagem de paginas na internet).

Criação

Rasmus LerdorfCriada por volta de 1994, por Rasmus Lerdorf, sua finalidade era substituir um conjunto de scripts Perl que estava sendo usado para criar sua página pessoal. Em 1997 o PHP/FI foi lançado: pacote que incluía uma ferramenta Forms Interpreter, que era um interpretador de códigos SQL. Algum tempo depois, Zeev Suraski criou o terceiro interpretador, o PHP 3, que foi o primeiro a incorporar o recurso de orientação à objetos e possibilitava que os desenvolvedores implementassem propriedades e métodos.

Mais tarde, Suraski e Andi Gutmans abandonaram completamente o PHP 3 e criaram sua 4° versão, dando maior número de recursos de orientação a objetos e mais poder ao mecanismo da linguagem. A atual versão (PHP 5) corrigiu um problema de cópia de objetos, proveniente da versão 4, que não utilizava apontadores e handlers, presentes nesta nova versão.Largamente explorada na web, em tipos de dados, sintaxe e, até mesmo funções, é bem parecida com as linguagens C e C++.

Estrutura

Exemplo de código PHP.A construção de páginas não é tão complicada quanto parece, pois a linguagem oferece suporte à diversas bases de dados, como Oracle, Firebird, MySQL e InterBase, por exemplo, e aos protocolos IMAP, SNMP, NNTP, POP3, HTTP, LDAP, XML-RPC e SOAP. Também é possível abrir bibliotecas de terceiros, expandindo ainda mais as funcionalidades do PHP. Confira um exemplo de código PHP:

Note a presença das tags “< ?php” e “? >”, (sem espaço entre o sinal maior/menor e o ponto de interrogação) que, respectivamente, abrem e fecham o trecho PHP. Neste exemplo, a função do código é exibir a frase: “Olá, eu sou um script PHP!”, utilizando a função ECHO.

Publicado por Amoedo
Revisado em 17/07/2017

Compartilhar

Comentar com Facebook

Receba novidades

Comentar