Pimenta do reino faz mal à saúde?

A pimenta do reino tida no passado como inimiga, hoje é vista como grande auxiliadora na cura e prevenção de várias doenças.

Pimentas e moedor manualQuem pensa ainda que a pimenta-do-reino deve ser evitada pelo seu ardido, pois provoca gastrite, úlcera, pressão alta e é terrível para a hemorroida, pode tratar de mudar o seu conceito. Além de ótimo tempero, ela contém uma série de medicamentos naturais, tais como: analgésico, anti-inflamatório, xarope, vitaminas, propriedades estas que os homens primitivos já haviam descoberto e que hoje são comprovadas pela ciência.

E é justamente a substância química que dá aquele sabor ardido da pimenta que contém as propriedades benéficas à saúde.

Substância benéfica

Pimeneta do reino moídaA pimenta-do-reino possui uma substância que se chama piperina. Esta substância libera endorfinas, que são analgésicos naturais muito potentes que o cérebro produz. Então, quando uma pessoa ingere alguma coisa apimentada, a piperina ativa os receptores sensíveis na língua e na boca. Esses receptores imediatamente enviam a mensagem ao cérebro de que a língua estaria queimando. No intuito de provocar frescor à sensação de ardência, o cérebro responde querendo salvar a pessoa, então, a boca começa a salivar, a face transpira e o nariz fica úmido. Mas, na verdade a pimenta não causa nenhum dano físico real.

Mais propriedades

Pimenta do reino em grãoA piperina é um alcaloide extraído das suas sementes, um estimulante natural que intervêm na absorção de selênio, vitamina B, betacaroteno e auxilia na digestão, ainda tem efeito carminativo e antiflatulento, favorece a circulação no estômago, ajuda na cicatrização de feridas, como nas úlceras, desde que haja mudança nas medidas alimentares e de estilo de vida. Comprovações cada vez maiores têm na piperina um grande poder de ação antioxidante e antienvelhecimento.

Outros benefícios

Pimentas em potinhosAlém dos seus princípios ativos, a pimenta-do-reino é rica em vitaminas A, E e C, ácido fólico, zinco e potássio, tendo por isso, propriedades protetores do DNA celular. Seus pigmentos vegetais, os bioflavonóides, previnem o câncer. Esta pimenta, além dessas vantagens, já é vista como um alimento funcional, pois apresentam nutrientes e componentes que promovem e preservam a saúde. Também já é utilizada como matéria prima para a fabricação de diversos remédios para dores musculares, reumatismo, problemas gastrintestinais e de prevenção à arteriosclerose. Seu consumo ainda ajuda na baixa imunidade, na depressão, liberando a noradrenalina e adrenalina, para os casos de enxaqueca, esquistossomose, é ainda, antisséptica, cicatrizante e anti-hemorrágica, como possui propriedades vasodilatadoras ainda atua no combate nos males do coração, na obesidade, no câncer e na hipertensão.

Portanto segundo pesquisas, a pimenta-do-reino é muito mais que um simples tempero e traz muitos benefícios à saúde, é uma das especiarias mais antigas do mundo e muito utilizada pelos chefes de cozinha.

Veja mais alguns dos benefícios da pimenta neste vídeo do Youtube:

29/05/12 por Adeni

   

Mais informações por email

Comentários

  1. Amo pimenta do reino, ainda bem que faz bem....vim pesquisar por que um amigo do trabalho falou que fazia mal...que alivio....

    sandra

    15/01/14

  2. A pimenta não faz mal,e sim,um bem inimaginavel.quando como,da mais tesão,isso sim.

    figueiredo

    13/01/14

  3. Mesmo na duvida eu sempre uso a pimenta do reino! agora fico mais a vontade p/ degustar sabendo que só faz bém ája pimenta humm´obrigada

    vilma

    01/03/13

  4. Que delícia saber que não faz mal... pq eu amo pimenta do reino e até então evitava o uso.à partir de agora... dá-lhe pimenta do reino.....

    liliam

    04/06/12

Comentar